Look da manhã: Azul, vermelho e oncinha

Pra quem não curte tirar fotos, dois ‘looks do dia’ duas vezes seguidas tá bom, né? Explico, agora só tem um, mas no finalzinho do dia eu coloco o outro :)

Hoje cedo fui resolver algumas coisinhas aqui no bairro e assistir aula na autoescola (pois é, sou um baby ainda). Por motivos lógicos, a roupa precisava ser confortável e, obviamente, sem montações. Usei um short jeans soltinho que tem detalhes em neon e mini spikes no bolso, uma camisa azul marinho – era de manga comprida, mas eu tirei -, cinto trançado marrom pra segurar tudo no lugar, já que o short tá largo (yeah!), bolsa vermelha enooooorme e resistente e slippers de oncinha.

Sempre essa cara de bumbum, desculpa aí!

Mais casual que isso só se eu saísse de pijama, né? haha

Mais detalhes do look!

Camisa  azul com mangas tiradas por mim – lojinha de bairro, não sei o nome :x

Short jeans – Jump’s

Cinto trançado marrom – Aquamar

Slipper oncinha – Stylu’s

Bolsa vermelha – ACHO que é da South (tem um símbolo ali que eu não reconheço haha) Me avisaram que é da Taco, thanks, Gabriella!

Cordão máquina de costura – Presente da sogra

Anéis – Todos foram presentes

Óculos – LupaLupa

Agora estou saindo pra jantar com uma amiga (num japonês, mas juro que não vou tirar foto da comida!hehe), mais tarde eu posto o look :)

Beijos e até mais!

Colete + look (preguiçoso) do dia

Na minha opinião colete não é  roupa, é um acessório, uma peça adicional que serve mais pra dar um charminho num look totalmente boring do que pra vestir. E daí, né? A gente adora exatamente por isso!

Que taque a primeira pedra aquela que não tem um único coletezinho dentro do armário! Existem tantos tipos por aí que eu arrisco dizer que é uma das únicas peças democráticas no mundo da moda (junto com a calça jeans, a t-shirt e outras raridades), mas por conta dessa variedade toda as vezes a gente acaba se perdendo. Confesso que acho alguns feios demais, dão uma empobrecida na roupa, mas eu não estou aqui pra criticar nada e, sim, para dizer o que eu curto. O legal da moda é que podemos tirar nossas próprias conclusões, então sintam-se a vontade.

Eu, particularmente, gosto muito dos jeans quadradinhos, dos de couro estilo biker e dos de pelúcia que com certeza vocês já perceberam que estão aparecendo demais nesse inverno. Juntei algumas sugestões de look, no big deal, mas vejam como ele faz a diferença:

Colete jeans – Fotos: Reprodução / Montagem: Cléo Santiago

Colete Preto – Fotos: Reprodução / Montagem: Cléo Santiago

Colete pele fake – Fotos: Reprodução / Montagem: Cléo Santiago

Só pra finalizar o post (que tá ficando enorme), meu look total preguiça de hoje. Precisei acordar cedo pra ir ao Jardim Botânico fazer um trabalho de fotografia da faculdade, ou seja, estava com sono e tinha que estar muito confortável pra andar BASTANTE. O que é melhor do que regatinha+shortinho jeans detonado e tênis nessas ocasiões? Pra ficar mais bonitinha, me joguei no colete do DIY, fiz um mix de pulseiras, o tênis era um Converse de oncinha dourada e o óculos tão necessário para tapar minhas olheiras, um gatinho fofo.

Esqueci de tirar foto do mix de pulseiras #blogueiraamadora

E haja coragem de postar a careta aqui :$ Hahaha

Beijinhos

[DIY] Colete vermelho

Vou ser sincera a respeito desse DIY: na realidade, eu queria um colete jeans – e estava sem dinheiro pra comprar um #universitariodadepressao – daí resolvi  dar meu jeito, como de costume.

Pois bem,  o modelo de colete que eu mais gosto é aquele quadrado, com carinha de jaqueta cortada, sabe? Pois esse foi exatamente o meu raciocínio e lá fui eu atrás de uma jaqueta jeans sem uso no armário. Como eu imaginava, lá só tinha as minhas queridinhas que eu não cortaria de jeito nenhum, ainda mais não tendo certeza do resultado. Mas, pra minha felicidade, achei uma jaqueta branca que estava encostada há séculos. Encarei a cor como uma tela em branco (aloka) e resolvi arriscar.

Comecei simplesmente cortando as mangas na costura com o ombro. Vesti, resolvi que queria ele mais curtinho que a jaqueta original, marquei com alfinetes e cortei uns 2cm abaixo do comprimento desejado (a gente precisa desse tecido sobrando pra costurar a barra!), mais ou menos assim:

Foto: Reprodução / Esqueci de tirar fotos dessa etapa, sorry!

Depois de tudo devidamente cortado e costurado, o colete ficou desse jeito:

Colete cortado e costurado!

Como eu já disse aqui, vi essa peça como uma tela em branco e agora faltavam as cores! Pensei em várias, queria algo que pudesse render muitas combinações  e, por isso, cheguei a cogitar o preto. Mas por que não ousar mais um pouco, nem que seja só um pouquinho? Afinal, o quão fácil é achar por aí um colete vermelho pra vender? A graça do DIY é essa, não?

Comprei um corante daqueles solúveis em água fervente chamado Guarany e o fixador da mesma marca(cerca de R$2,00 cada um). Não vou explicar como tingir aqui, senão o post vai ficar giga, mas lá embaixo eu coloco um link. (Use roupas velhas e/ou pretas e uma luva, é melhor pra não correr o risco de manchar suas roupas ou mãos). Fotos do processo:

Sempre mexendo a tintura/ Hemorragia na hora de enxaguar/ Banho de fixador/ Secar do lado contrário, à sombra

Querem saber como ficou!? TCHANANÃÃM:

Orgulhosa do meu primeiro tingimento :3

Sou marinheira de primeira viagem e ele ficou direitinho, não é nem um pouco difícil, minha gente! Depois eu posto sobre como usar coletes, apesar de não ter mistério nenhum, ok!?

Olha aqui o link que explica o que a caixinha não fala sobre a tintura:

http://oficinadeestilo.com.br/blog/2010/10/07/como-tingir-roupas-em-casa/

Beijos