Arcos de spike + unha do dia

Eu já disse que estou viciada em spikes, né? Hoje, depois de 25 dias – ok, nem foi tanto assim – , chegaram os arquinhos de spikes que meu namorado comprou pra mim no eBay! Tava tão baratinho que ele me deu um prata e outro dourado hehe

Tem Instagram? Segue lá @cleosantiago

Fofura só, né? Não achei o e-mail que dizia o vendedor, mas comprar no eBay é muito fácil, minha gente. Digita o que você quer – em inglês, claro -, escolhe como filtro de pesquisa ali no cantinho esquerdo ‘Top Ratted Sellers’, ‘Free shipping’ e pronto! Você vai estar pesquisando em vendedores confiáveis e sem frete – muito importante porque a maioria das coisas vêm da China e cia. O pagamento é feito por Paypal e você recebe tudo no seu e-mail direitinho. O único problema é que você tem que comprar e simplesmente abstrair! Como o caminho é longo e os correios lerdos, demora por volta de um mês pra você receber sua encomenda. Tenso pras ansiosas, né?

Daí que receber meus presentinhos hoje animou a vida e eu resolvi pintar as unhas! haha Como estava nesse clima rocker, acabei apelando pro Tattoo da Risqué, um chumbo metálico bem legal :)

Foto: Reprodução / Edição: Cléo Santiago

Vocês já tiveram más experiências no eBay? Me contem tudo!

Beijos, beijos

 

 

Unha do dia + guardando esmaltes

Sei que eu disse ontem na fanpage (já curtiu?) que falaria sobre aplicações de tachinhas, pérolas, etc em tecidos, mas é um um pouco mais trabalhoso e realmente não rolou. Se tudo der certo, entra amanhã no ar :)

Bom, então vamos ao post da vez? Não sei vocês, mas eu tenho uns 5 esmaltes ‘coringas’ na minha caixinha. Sempre que estou desanimada ou sem inspiração, recorro a eles porque eu sei que vou gostar do resultado. Hoje foi um desses dias e resolvi catar logo o meu vermelhão favorito

Ainda não achei um vermelho nessa vida que superasse meu amor pelo 40 graus da Colorama, adoro esse toque alaranjado dele!

Foto: Reprodução/ Edição: Cléo Santiago

Lindo demais, né?

Desde que comecei a comprar esmaltes e conversar sobre isso com minhas amigas, reparei que um problema em comum é a organização dos vidrinhos. ‘De que jeito guardar?’, ‘Aonde colocar?’. Se você também tem essa dúvida ou cansou do jeito que guarda os seus, pega na minha mão e vamos dar uma olhadinha nessas imagens ;)

Fotos: Reprodução/ Edição: Cléo Santiago

Adoro essa ideia dos esmaltes fazendo parte da decoração, acho fofo, mas não sei se eu conviveria bem com isso. Do jeito que sou desastrada, esbarraria e deixaria tudo cair dia sim e outro também.

Fotos: Reprodução/ Edição: Cléo Santiago

O melhor jeito de organizar esmaltes é, na minha opinião, em gaveteiros. Existem uns específicos pra isso, com divisões em fileira pros vidros não tombarem, etc. São lindas, mas um pouco exageradas. Pra uma pessoa normal, reservar uma gaveta do seu quarto já está de bom tamanho, é só comprar divisões móveis, pra não ficar tudo solto demais, e pronto!

Fotos: Reprodução/ Edição: Cléo Santiago

Provavelmente a forma que a maioria das meninas, inclusive a blogueira aqui, guarda seus esmaltes é em caixinhas. É o jeito mais econômico, além de fácil de se adequar a todos espaços. Existem uns modelos bem fofos de mdf, próprios pra esse fim.

Acho que, independente dessas ideias, é bom tomar alguns cuidados pra que nossos esmaltes durem mais:

. Os vidrinhos são pesados, por isso, escolha materiais resistentes pra armazená-los como um plástico mais durinho ou madeira. A chance de uma caixa de sapatos ceder com o peso deles é grande.

. Proteja-os do sol, calor excessivo ou umidade. Banheiro nem pensar!

. Sempre feche muito bem a tampa para que o esmalte não endureça rápido.

. Guarde-os em pé. Além de ser mais fácil achar as cores, isso evita que o esmalte decante.

Pra terminar, minhas caixinhas de esmaltes:

Eu separo de acordo com a gama de cores: verdes, azuis, cinzas, etc em uma; rosas, vermelhos, corais, etc em outra. Eu separaria por marca também, mas tenho uma desorganizada irreparável em casa (alô, mamãe) que nunca deixaria eu manter esse nível de TOC. Como vocês podem ver, alguns vidros estão de bundinha pra cima porque não cabem mais nesse espaço, estou precisando comprar mais uma! Guardo dentro do meu armário e preciso que sejam tampadas porque coloco caixas com coisinhas de manicure e de cabelo em cima delas. Nada demais, bem sem gracinha até, mas me serve muito bem :)

E então, vamos aumentar a vida útil dos nossos vidrinhos?

Beijo, meninas, até amanhã!

Unha do dia: polka dots

Hoje eu estava mais animadinha em questões esmaltísticas e quis experimentar. Pintei as unhas com o Desfecho da Colorama e resolvi fazer poás, mas como eu não gosto de muitos enfeites, as bolinhas foram feitas com cobertura matte, ao invés de outra cor de esmalte.

Desfecho > Colorama e Cobertura Matte Plus > Big Universo – Fotos: Reprodução / Montagem: Cléo Santiago

Pra isso, peguei um grampo, abri as perninhas dele e usei a bolinha da ponta como carimbo.

Bela montagem! haha

Como foi a primeira vez que eu fiz, não ficou muito bom não, ainda tenho que aperfeiçoar a técnica. Mesmo assim, achei uma gracinha.

 

Gostei principalmente porque é bem discreto, de longe nem aparece. Daí chegam perto e ‘opa, que legal!’ haha

Gostaram, meninas?

Beijos

 

[DIY] Arrematando jeans sem firulas

Quando se corta uma peça em jeans a barra fica certinha na hora, mas com o tempo vai desfiando e, se você não parar esse processo de alguma forma, ela vai acabar beeeem detonada, com fios grandes de tecido pendurados, etc. As vezes nós queremos esse efeito bem podrinho e até forçamos pra que ele aconteça mais rápido, mas em algumas situações a finalização é essencial. Esse era o caso do meu shortinho azul, se eu o deixasse sem arremate ia acabar perdendo o efeito ondulado que me conquistou.

O post de hoje é mais um update do DIY do scalloped short que um tópico novo. Vocês lembram que eu disse que experimentaria base de unhas para finalizar tudo? Pois bem, usei e deu certo!

Ok, não foi exatamente uma base, mas um extra brilho da AH!

 

Eu sei que o ideal mesmo era costurar uma linha de segurança na barra inteirinha para não desfazer, mas quem disse que eu tenho essa habilidade? Já imaginou ficar fazendo semicírculos eternos na máquina de costura? Jesus! Quando eu comentei sobre isso, me recomendaram usar cola pra tecido transparente, porque a leitosa poderia deixar o short com manchinhas brancas. Procurei até no infinito e não achei a tal cola, então resolvi recorrer a dica que eu tinha visto em alguma canto na internet. Já deixou cair esmalte na sua roupa ou lençol? Conseguiu tirar? Exatamente!

 

Imaginei que o extra brilho marcaria a roupa, por isso virei o short do avesso e fui à luta. Contornei toda a barra com o pincel do próprio esmalte, um pouco acima da linha que já tinha desfiado. (Se for fazer em casa, não encharque o pincel, porque pode acabar passando para o ‘lado certo’ do short.) Gostei do resultado! Senti que segurou mesmo o tecido e o deixou ligeiramente durinho, o que foi bom pra evitar que algumas ondas fiquem virando pra fora. Recomendo!

Se alguma de vocês testarem, me digam o que aconteceu!

Beijos, tenham um ótimo final de semana :)

Unha do dia + 3° e 4° dia de workshop

Com a vida corrida, a unha acabou sendo da semana mesmo, né? Só tive tempo de fazer ontem de madrugada! Mas tudo bem, tá valendo a pena :)

O esmalte de hoje é um marrom metalizado da Jubby chamado Hera, que arrematei porque a cor é bem diferente de todos os meus outros vidrinhos. Nunca tinha comprado nada da marca porque era desconhecida, puro preconceito! Ao contrário de muitos metalizados, o pincel não ficou marcando minha unha loucamente, só resta testar a duração agora – se bem que fiquei o dia todo mexendo em tecidos, tachinhas, lixa, etc e não lascou! Captar a cor real em foto foi um pouco complicado, mas cheguei perto:

O tom mais próximo ao real é o da segunda foto ( ele só é um pouco mais escuro)

 

Continuando a saga do workshop, ontem e hoje tivemos aula de mudança de formato e texturas, respectivamente. A burra aqui esqueceu completamente a bolsa com roupas para serem cortadas ontem e acabou trabalhando mais um pouquinho na blusa Galaxy (dá um trabalhinho, viu!?)

A ministranda Maria Ignez (uma fofa) mostrando a técnica / Uma prévia do que está virando a minha blusa!

A tarde, tivemos uma conversa super legal sobre a abertura de uma marca com a Chloe, uma das donas da ‘Que isso, querida!’. Ela dividiu com a gente todos os perrengues do início de uma grife e deixou bem claro que nada foi fácil ou glamouroso como normalmente imaginam.

A aula de superfícies foi a mais divertida de todas! Lembra do short que tava virando um ombré jeans? Hoje começou a ser desgastado (caaaaansa, deixei pra terminar em casa) e ‘tachado’. Ainda vou destruir um pouquinho mais nessa perna rasgada e colocar algumas tachas maiores no bolso de trás que eu soltei. Só pra constar, o short era uma calça jeans reta, escura e sem graça que meu namorado não usava (e nem cabia mais nele hehe). (Vocês querem um DIY desse desgaste de jeans?)

Uma perna não está mais curta do que a outra, não. Esqueci de desdobrar pra tirar a foto #amadora

Depois da oficina de customização, o figurinista Samuel Abrantes nos deu uma palestra sobre poesia têxtil. Ele tem várias teorias e processos muito interessantes de construção de figurinos e, hoje, pediu que fizéssemos uma composição com os retalhos de tecido que tínhamos em sala. Misturei cor, renda e estampas diferentes. Deu um medinho de início, mas até que eu curti o resultado.

Pirei haha

Amanhã é o último dia e teremos aula com acessórios o/ Aguardem!

Beijos, meninas

Unha do dia

Eu sei, geralmente a tag é ‘da semana’, mas eu posso contar numa mão as vezes que eu fiquei com um esmalte a semana inteira. Lasca uma pontinha e eu tiro tudo, mesmo que fique com a unha pelada uns diazinhos.

Bom, que fique claro que eu gosto de nail art, mas só das mais discretas: geométricas, ombrés e olhe lá . Não curto flores, borboletas, unhas de pelúcia, etc. Enfim, já tinha um tempinho que eu não brincava com as minhas unhas, então vi uma foto da Dita Von Teese e lembrei das half moon nails dela. Desejei na hora!

A inspiração – Foto: Reprodução / Edição: Cléo Santiago

Tá, como eu não sou nenhuma expert, o resultado não foi 100%, mas dá pra ficar meus costumeiros 3, 4 dias com ela. Deêm uma olhada nas minhas garrinhas Dita Inspired:

Nutriverniz Melancia (Colorama) + Extra Brilho AH

Desenhei a linha com aquele pincel fininho para unhas, mas você também pode fazer assim, fica mais fácil – só não fiz porque não tinha adesivos aqui em casa :/. Eu já tinha brincado com esse efeito antes e, sinceramente, o resultado tinha sido melhor haha

Chão de Estrelas (Risqué)+ Pirlimpimpim(Colorama) + Ultimate 3D No break (Top Beauty)

É bom dizer que meu dedinho comido na segunda imagem não é de alicate, mas de boquinha nervosa mesmo (vergoinha). Já falei aqui no blog que eu não uso alicates e sou totalmente contra cuticular as unhas, quem se interessar pelo motivo dá uma olhadinha lá ;)

E vocês, são adeptas de nail art?

Beijos

A hidratação que vale mil alicates

Sei que esse é um assunto muito falado na blogosfera, mas já perdi as contas de quantas vezes me perguntam “O que é isso?” quando estou hidratando minhas cutículas nas horas vagas. Seja no ônibus, na faculdade ou no meio das amigas, sempre tem alguém que estranha meu ritual! haha  Descobri e adotei esse método de ‘fazer as unhas’ por puro comodismo e falta de jeito, admito, mas hoje não trocaria meeeesmo pela manicure tradicional.

Não gosto muito de frequentar salões por causa dos atrasos (meus e das manicures rs) e por nunca conseguir cutilar sem arrancar uma churrascaria inteira dos dedos, com isso, fui procurar uma forma de fazer com que minhas unhas ficassem decentes sem que eu precisasse ficar escrava dos alicates. Uma passeada pelo Google e achei minha salvação: hidratantes! Descobri que muitos dermatologistas estavam recomendando o uso de cerinhas/creminhos ou invés da retirada da pele em volta da unha e até que alguns países proíbem essa prática! Por que? A cutícula atua como uma forma de proteção contra a entrada de fungos e bactérias e, ao retirá-la, nosso corpo fica exposto à entrada  de micro-organismos. Por isso, o ideal é hidratar nossas unhas de 2 a 3 vezes ao dia e, quando pintarmos, apenas empurrarmos a cutícula com uma espátula. Esse processo evita o ressecamento da pele que causa aquela aparência feia e nos faz querer arrancar tudo de uma vez! Se você tem essa pelinha morta em grande quantidade, é interessante que a diminuição do massacre aos seus dedos seja gradual, mas garanto que funciona!

ImageSei que existem diversas marcas no mercado e super acho que vale a pena testar alguma que você tenha visto na farmácia, mesmo que seja desconhecida (assim que a gente descobre as coisas, né!?). Eu, particularmente, adotei a Cera Nutritiva Unhas e Cutículas da Granado (1) pra vida, mesmo não tendo experimentando outras porque foi paixão a primeira passada! Ela é baratinha (em torno de R$15), tem um cheirinho bem gostoso e cumpre o que promete (não uso alicate há uns dois anos). Um outro produto nacional bem recomendado blogs afora é a Prime Cuticle da UB (2) (à venda no site da marca). Essa canetinha hidratante é adorada por quem não curte ficar com os dedinhos lambuzados no processo, já que só a pontinha dela libera o produto.

Minhas unhas, pra mostrar que o resultado é igualzinho ao dado pelo alicate:

ImageAcho que já deu pra notar que tem hidratante para todos os bolsos e gostos, agora é escolher o seu e ficar com as unhas lindas e saudáveis.

Beijos