Brincões atualizadores

Por um bom tempo foram meus acessórios preferidos, depois saíram do meu radar por motivo nenhum. Mas sabe quando você começa a ter vontades totalmente inexplicáveis e incontroláveis!? Então, foi assim que os brincos voltaram pras minhas orelhas.4e900b0cc401e9b953ef543654892dd1 Não que eu tenha realmente parado de usar, mas estava por alguns anos só nos pequenininhos básicos que combinavam com tudo.

Em homenagem ao meu retorno oficial ao mundo dos brincões, selecionei alguns atualizadores instantâneos de look. Só colocar uma roupa basicona, se jogar neles e, pronto! Tá gata ;)

Brincos_étnicosOs étnicos geralmente são coloridos e bem geométricos. Carregam um ar mais descoladinho naturalmente e acho que são meus preferidos (assim como tudo nesse estilo haha)

Brincos_tasselTassel, franjinhas ou como você quiser chamar, é fato que ele já apareceu bastante pela sua frente. Gosto mais quando é diferente e têm elementos surpresa, tipo o da menina do meio. Fora que fica mais alegre e cool!Brincos_plumas

A vassourinha também conhecida como brinco de plumas é bem diferente e chamativa. Pouca gente encara, mas AMO com camisa branca e calça jeans pro dia a dia mesmo! Faz aquele hi-li cheio de bossa :)

Brincos_gipsySei que depois desse post ando suspeita para falar, mas cês já perceberam o quanto essa pegada cigana tá ganhando os acessórios? Haja medalhinha por aí! Os brincos gipsys e seus exageros vieram para ficar por essa estação!

Brincos_earcuffSei que o earcuff não é nenhuma grande novidade ou ‘tendência’, mas acho muito estiloso! Acho que nunca vou me cansar, especialmente em looks de festa ♥

E é claaaaaro que eu continuo adepta dos pequenos também, principalmente com um monte deles juntos. Mas isso já é assunto pra outro post…

Beijos, beijos

Anúncios

Um beijo, nail art!

Depois da era dos esmaltes de mil cores e efeitos, acho que cansamos um pouquinho do exagero nas unhas, né? Tenho visto demais as meninas voltando pro vermelho, nude ou preto basiquinhos. Daí, já que é pra dar uma ‘descolorida’ na coisa toda, vem a galera da moda, leva isso pro extremo (como sempre! hehe) e traz de volta o esmalte branquinho para nossas vidas!

Esmalte-branco-tendenciaFoto: reprodução

A cor foi sensação nos anos 1990 e eu – e vocês, tenho certeza – ficava tentando imitar com liquid paper durante as aulas. E é exatamente esse branco, bem cremoso, que está aparecendo bastaaaante por aí, tanto nas passarelas quanto no street style. 

esmalte branco_01Fotos: reprodução

Admito que sou fashion victim de vez em quando e tenho gostado das fotocas com o esmalte, com exceção nas unhas compridas. Não gosto de cagar regra, mas acho que fica moderno nas mais curtinhas :)

Eu acho que o grande problema do esmalte branco é a aplicação. Ele marca demais qualquer imperfeiçãozinha! Se você faz a unha em casa, seguem diquinhas de como facilitar as coisas e deixar ele lindão:

  • Nunca deixe de passar base! Ela deixa a unha mais homogênea e lisinha para o esmalte deslizar a vontade.
  • Nada de miséria, hein!? Coloque uma boa quantidade de produto no pincel, o suficiente para cobrir a unha inteira.
  • Dê pinceladas bem rapidinhas! Se deixar dar uma secadinha de leve, ferrou! Marca tudo :/
  • Não tenha medo de camadas! Se passadas como nas dicas anteriores, o esmalte não vai ficar muito grosso com umas 3 e a probabilidade dele ficar uniforme é bem maior ;)

E aí, rola?

Beijos,  beijos

Look do dia: legging florida

Só de escrever ‘legging florida’ no título do post já me sinto julgada!haha Eita pecinha complicada, né? Quer dizer, as pessoas que a complicam, porque minha perna é rechonchudinha e uso mesmo assim, linda e loira (ou quase). Já falei algumas vezes que a gente deve usar o que quiser, desde que nos sintamos bem e o espelho não grite pra nós! Ficaria melhor numa perna magrinha? Com certeza, mas é isso que tem pra hoje.

Combinei com uma camisa preta transparente e coloquei uma regatinha da mesma cor embaixo por causa do decote e do cós – ou falta dele – da legging. Dei um nózinho na ponta porque eu sou viciada achei que a blusa ficaria melhor se não fosse tão solta e, mesmo que não pareça na foto, ela continuou compridinha atrás, cobrindo o bumbum. Pra suavizar bem a vibe Suellen da calça, usei meu coturno lindão marrom.

Eu já estava com um super florido nas pernas, mas quem disse que me contento com isso? Achei marrom e preto neutros demais, daí coloquei minha bolsa vermelha e fui ser feliz.

Sei que algumas fotos ficam um pouco esquisitas, é que eu bato tudo sozinha, relevem!

Pra variar, mix de pulseiras, alianças e um brinco pequeno – dessa vez é esse quarteto de caveirinhas, muito amor!

Tem Instagram? Segue lá @cleosantiago

Camisa preta – Renner

Legging florida – Lojinha de bairro

Coturno marrom – Bottero

Bolsa vermelha – Feira de Providência 2011

Brinco e pulseiras – Vendidos pela mamãe e DIY

Aliancinhas – Só Deus sabe

Óculos – LupaLupa

Beijos, meninas.

 

Look do dia: neon e cinza

Hoje eu usei aquele shortinho neon que já apareceu por aqui, mas num look bem diferente. Cismei que queria usar amarelo marca-texto com cinza e nada tirou isso da minha cabeça, só que eu não estava afim de combinar com uma simples t-shirt porque eu já vi tanto por aí que enjoei. Achei essa blusa perdida na gaveta, ela tem um detalhe lindo na gola, mas odeio o jeito que as alças ficam, por isso, joguei um coletinho jeans por cima, disfarçando tudo.

Sai post, entra post e eu não consigo melhorar essa careta, né?

Quando eu coloquei a roupa nem me liguei, mas depois fui reparar e, meu Deus, como eu ando viciada em spikes! Sapatilha, bolsa, pulseiras, gola do colete, tudo devidamente espetadinho.

Short neon – Renner

Blusa cinza – só Deus sabe

Colete jeans – presente do namorado

Bolsa preta – Saara

Sapatilha preta – Stylu’s (essa coleção tá boa mesmo)

Brinco camafeu – Pink Bijou

Pulseiras – vendidas pela mamãe

 Eu gostei bastante desse look e acho que vou repetir ele por aí, o que vocês acharam?

Beijos, beijos

Look do dia duplo

Acho que estou me superando, hein!? Hoje não tem um, mas DOIS looks do dia! hehe  Resolvi postar uma produção mais relax para mostrar que é possível ficar digna no dia a dia sem muito esforço e outra levemente mais arrumada,  usada pra ir numa festinha de fim de tarde.

E assim eu fui hoje pro curso: short detonadinho, blusa com nó na lateral, cardigan azul, bandana vermelha na cabeça pra dar mais vida (e esconder a franja bagunçada). Acabou ficando meio navy, né? Adoro essa cartela de cores.

Pé sem esmalte: tensão!

Um bom wayfarer pra esconder as olheiras, já que acordei MEGA atrasada – estudar sábado de manhã não é de Deus, não -, chinelinho  e bolsa de guerra, cordão super fofo (tem um passarinho dentro, é muito amor) porque achei que estava tudo muito simples e relógio dourado pra combinar.

Blusa podrinha – só Deus sabe

Short jeans podrinho – C&A

Cardigan azul – Citycol (eu seeeei!)

Bolsa – comprada na Feira da providência

Chinelinho – só Deus sabe

Relógio – Mondaine

Cordão gaiola – C&A

Óculos – LupaLupa

O segundo look foi todo feito em cima do meu short neon, eu queria porque queria usar! Vocês também são assim quando compram uma peça? Pareço criança com um brinquedo novo. Me desafiei a fazer uma combinação que não tivesse só neutros! Pra suavizar o fluorescente, coloquei uma blusa verde menta e uma camisa preta levinha, aberta, só com um nó no final. Sapatilhas nude, porque eu não sou de ferro, e bolsa preta pequena pra não ter que me preocupar com ela  a festa inteira.

Acho que eu cortei um tiquinho demais a franja :/

Pra finalizar, o mix de pulseiras usual, um maxi colar prata e anéis mais delicados. A maquiagem foi feita naquele esquema fast que eu comentei aqui.

Bom, postei antes da festa porque, né, depois vai ser difícil! haha

Short neon – Renner

T-shirt menta – só Deus sabe

Camisa preta – Renner

Sapatilha nude – Stylu’s

Anéis, cordão e pulseiras – obras da mamãe

Pulseiras de pedras – DIY

Beijos :)

[DIY] Cap Toe

O cap toe é, basicamente, um sapato que tem a biqueira diferente do resto, seja na textura ou na cor. Foi criado por Coco Chanel nos anos 1950 (sabem aquela  sapatilha bicolor clássica?), mas vem reaparecendo há umas duas temporadas.

Quando descobri aquela história de pintar sapatos com esmalte logo surgiu a vontade de fazer uma biqueira amarela nesse scarpin. Tá, eu sei que ‘um scarpin preto sempre é um scarpin preto’, mas esse não é o básico ideal simplesmente por não ser tão confortável, então era o candidato perfeito para minha experiência. Antes de tudo, achei importante descobrir como o material dele se comportava com esmalte e acetona, porque, né, não morro de amores mas também não queria perder o sapato. Fiz o teste na lateral interna dele porque não apareceria caso desse errado. Teste feito, tudo certo: mãos na massa!

Primeiro, limpei o sapato com álcool e um paninho pra tirar qualquer sujeirinha que pudesse estar grudada:

Sapatinho devidamente limpo!

Depois delimitei a área que eu ia pintar com fita crepe, tomando cuidado pra ficar igual dos dois lados e bem grudadinha para o esmalte não ‘sangrar’. Peguei um pincel macio de tamanho médio – o pincel do próprio esmalte pode marcar! -, esmalte branco normal (não pode ser de secagem rápida) e um potinho seco e limpo pra despejá-lo. É importante fazer essa base branca ou você corre o risco de ficar com um amarelo todo manchado no final.

Momentos de tensão!

Aviso logo que a primeira camada de branco foi triste, ficou marcado e eu pensei que fosse dar tudo errado. Se acontecer com você, não desanime! Passei a segunda camada, tomando cuidado pra ir sempre em um sentido só. Não ficou mil maravilhas não, mas a melhora foi de uns 200%. Esperei secar bem (é rapidinho) e comecei a passar o amarelo também em uma única direção.

Bem de perto, com todos os defeitos / Depois de uma camada de amarelo

Gente, o amarelo fez milagre! Com uma camada já estava bem legal, então depois eu só fui cobrindo uns defeitinhos que passaram batidos na primeira olhada (como o cantinho da junção da sola com o bico que ainda estava preta). Tirei a fita crepe logo assim que acabei de pintar, porque fiquei com medo do esmalte repuxar se secasse. O único probleminha que eu tive foi que uns pedacinhos da fita ficaram colados no sapato, mas foi fácil de resolver, só esperei secar um pouquinho e tirei com a unha mesmo haha

Apaixonei!

Adoreeeei o resultado! Como o esmalte forma uma película, o bico perdeu a textura do sapato e ficou com cara de biqueira mesmo, daquelas que vem de fábrica! Antes que alguém pergunte, eu poderia ter usado tinta couro pra ter o mesmo efeito, mas preferi o esmalte por dois motivos: é muito mais fácil achar cores legais de esmalte e eu posso não querer um sapato preto com a ponta amarela pra sempre, né!? Sempre existe a vantagem de poder tirar se eu enjoar! Quanto à durabilidade eu não posso dar nenhuma opinião ainda, mas vou tentar usá-lo o mais rápido possível e contar o que aconteceu ;)

nhom nhom nhom

Modéstia a parte, eu AMEI! O que vocês acharam?

Beijos e um ótimo final de semana!

Bandeirismo + 1° e 2° dias de workshop

Foto: Reprodução / Edição: Cléo Santiago

Olímpiadas? Copa do Mundo? Qualquer mega evento desses é sinônimo da cultura e imagem do país/cidade sede em alta, certo? Com os jogos olímpicos em Londres não foi diferente e estão chovendo por aí compartilhamentos ‘londrinos’ nas redes sociais (blergh), camisas divertidas, soldadinhos da rainha, etc. Mas, sem dúvida nenhuma, o que virou – ou foi adaptado dos USA –  tendência mesmo são peças com a bandeira do Reino Unido (pelo amor de Deus, essa vermelha e azul NÃO é da Inglaterra, como eu já vi até lojas falando.)

Não sou lá tão fã dessas nail arts ou de peças com giga bandeiras, mas sou deveras louca por essa clutch do McQueen, amei esse case do Iphone e simpatizei bastante com esse shortinho. Independente do seu gosto em relação as roupas em si – já que isso é super pessoal – acho que o grande segredo, como em qualquer outra tendência, é o equilíbrio. Não vai sair usando tudo junto que nem uma ‘u.k.aholic’  ou com outras peças mega estampadas, né?(a não ser que você seja ultra expert e saiba fazer um mix como ninguém). Separei alguns looks interessantes pra dar uma inspirada:

Fotos: Reprodução / Montagem: Cléo Santiago

Fotos: Reprodução / Montagem: Cléo Santiago

Percebam o quão legal é pensar fora da caixinha e usar uma t-shirt com gola extra e saia de couro, por exemplo. Nada precisa ser tão óbvio, nos vestir pode ser realmente divertido e prazeroso, só precisamos nos permitir pirar!

Aliás, falando em piração, preciso comentar a contar pra vocês sobre o worshop de moda sustentável que eu falei no último post, né? Primeiramente, tenho que elogiar o SESC, suas instalações e o tratamento que nos é dado. Tudo de primeiro mundo, parece que pagamos milhões pelo curso (que foi de graça). Ah, se tudo fosse assim! Mas, vamos ao que nos interessa aqui, né?

O primeiro dia é sempre aquela coisa de apresentações, descobertas, etc, mas já posso dizer que adorei minha turma e as ministrandas. Todo mundo bem entrosado. A tarde tivemos uma palestra sobre uma ONG que faz bolsas a partir de lonas vinílicas e, na boa, tinha uma pasta masculina lá que venderia numa Ellus da vida fácil, fácil. O debate que rolou me fez refletir bastante sobre exageros no consumo, o impacto ambiental que causamos, etc. E hoje finalmente começamos a parte divertida da história toda: customização! Estou com uma t-shirt galaxy e um short jeans ombré em andamento, aguardem! haha

Um pouco (tem muuuuito mais) dos brinquedinhos disponíveis no atelier:

Foto: Cléo Santiago

Bom, meninas, é isso! Amanhã temos cenas dos próximos capítulos :)

Beijos

DIY emprestado + A semana no blog

Lembram do post sobre scalloped shorts? Fiquei de fazer um ‘do it yourself’ deles, mas passou o tempo e eu esqueci completamente disso. Até que há duas semanas eu olhei pra cara de uma calça jeans bem clarinha que estava encostada aqui em casa e resolvi criar o shortinho. Cortei, mas cismei que queria num tom de azul específico e fiquei esse tempo todo tentando encontrar a tinta da cor ideal. Não achei, então usei a metade da quantidade recomendada de um corante marinho e, quer saber? Até que eu gostei do resultado:

Mas, contudo, entretanto, todavia, como eu disse lá em cima, eu ESQUECI COMPLETAMENTE do DIY do blog – sorry meninas – e não tirei fotos. Por isso, resolvi pegar emprestadas da internet imagens de um processo igual ao que eu usei.

Foto: Reprodução / Edição: Cléo Santiago

Antes do primeiro passo eu tracei uma linha reta pra ‘apoiar’ o molde e não correr o risco de subir ou descer. Fiz o meu shortinho bem mais curto do que o da imagem, aliás. Ah, outra coisa legal de lembrar é que  tecido vai acabar desfiando com o tempo e a forma vai ficar prejudicada, então é legal dar um jeito de ‘segurar’ esse desgaste. Se você for prendada ou tiver uma avó (ou amiga) fofa que faça isso, passe uma costura simples em toda barra do short. Outra forma que eu vi na internet pra contornar a situação é passar bem na pontinha da peça cola de tecido ou base de unhas. Não sei se funciona, mas acho que vou testar e conto o resultado aqui no blog. (Ah, o processo de tingimento foi o mesmo daquele colete vermelho.)

Hoje eu também vim contar que me inscrevi num evento chamado Caixa de Ferramentas da Escola SESC que tem moda como tema dessa edição. Vou passar a semana inteirinha participando de workshops de moda sustentável com oficinas de customização e assistindo a palestras sobre o ramo e sustentabilidade. E não, não estou postando isso para pedir desculpas por não poder escrever no blog essa semana ou algo assim, mas pra dizer que virei compartilhar diariamente tudo de interessante que acontecer por lá. Espero que vocês gostem :)

Beijinhos

Anéis ‘de falange’

Foto: Reprodução / Edição: Cléo Santiago

Sinceramente eu não sei porque diabos chamam desse jeito, já que todo anel é de falange, mas se é assim, let it be. Os tais ‘anéis de falange’ são esses pequenininhos, para serem usados na última ou na falange média (a do meio –  dãr – do dedo) junto com outros anéis, sejam eles mais grossos ou bem fininhos como os da imagem.

Fotos: Reprodução / Montagem: Cléo Santiago

Existem muitos tipos: alianças, com desenhinhos girly, com mini spikes e até uns mais bizarros tipo esses nail rings. Acabei não achando nenhum exemplo legal pra mostrar pra vocês, mas quando usados com muitos anéis, inclusive com grandões, resultam numa combinação boho bem legal. Mas o forte dessa tendência é mesmo o mix com anéis mais delicados, alianças em vários dedos, bem como as imagens aí de cima mostram.

Favor não reparar nos dedinhos tortos, grata!

.Quando coloquei a primeira vez no dedo achei meio esquisito, porque não é uma coisa que estamos acostumadas, né? Logo depois, o estranhamento passou e eu adorei. É mais uma combinação de acessórios pra brincar e sair da mesmice. Só não me saiam por aí com os anéis de falange e com a unha horrorosa, hein!? Eles chamam muito mais atenção para as nossas garrinhas que os anéis normais, então prestem atenção na manicure!

E aí, meninas, vocês usariam?

Beijos

Batom da vez: vinho

Houve uma coisa quase unânime nos desfiles e editoriais de inverno essa temporada: o batom vinho!

Foto: Reprodução / Edição: Cléo Santiago

A cor apareceu em diversas texturas – a mais cool é essa da foto acima, com um aspecto bem molhado – e tonalidades, sejam puxadas pro roxo, marrom ou cereja. Exatamente pela grande variação, aqui não existe a desculpa de não ornar com pele, cabelo, etc, porque você sempre vai achar um batom que combine com você. Peguei fotos de celebridades com perfis bem diversos para ilustrar:

Fotos: Reprodução / Montagem: Cléo Santiago

Fotos: Reprodução / Montagem: Cléo Santiago

Acho que também vale ressaltar que boca grande/pequena demais não impede em nada de sair por aí com a cor que você quiser. Dá só uma olhada na Michelle Tratchenberg (a primeira da segunda imagem, pra quem não conhece) e vê se ela não está maravilhosa com esse bocão vinho! Acho que eu já falei isso aqui no blog mais uma vez, mas vale a pena repetir: tudo é questão de atitude e estar se sentindo bem! Só tomem cuidado pra não pesar no resto do visual e ficar meio vamp

Existem milhões de opções do mercado, é só ver qual se encaixa mais no seu gosto/bolso.

Fotos: Reprodução / Montagem: Cléo Santiago

1 – Dior > Rouge Dior 874

2 – Vult > Batom cor 55

3 – Avon > Ultra Color Rich Mega Impact cor Vinho

4 – Natura > Natura Aquarela batom Brilho cor 4

5 – M.A.C > cor Diva

6 – Contém 1g > Batom Color Effect cor Cassis Intenso

7 – Yes!Cosmetic > cor Amora

E aí, será que a gente consegue encarar antes do inverno acabar? haha

Beijos