[DIY] Cap Toe

O cap toe é, basicamente, um sapato que tem a biqueira diferente do resto, seja na textura ou na cor. Foi criado por Coco Chanel nos anos 1950 (sabem aquela  sapatilha bicolor clássica?), mas vem reaparecendo há umas duas temporadas.

Quando descobri aquela história de pintar sapatos com esmalte logo surgiu a vontade de fazer uma biqueira amarela nesse scarpin. Tá, eu sei que ‘um scarpin preto sempre é um scarpin preto’, mas esse não é o básico ideal simplesmente por não ser tão confortável, então era o candidato perfeito para minha experiência. Antes de tudo, achei importante descobrir como o material dele se comportava com esmalte e acetona, porque, né, não morro de amores mas também não queria perder o sapato. Fiz o teste na lateral interna dele porque não apareceria caso desse errado. Teste feito, tudo certo: mãos na massa!

Primeiro, limpei o sapato com álcool e um paninho pra tirar qualquer sujeirinha que pudesse estar grudada:

Sapatinho devidamente limpo!

Depois delimitei a área que eu ia pintar com fita crepe, tomando cuidado pra ficar igual dos dois lados e bem grudadinha para o esmalte não ‘sangrar’. Peguei um pincel macio de tamanho médio – o pincel do próprio esmalte pode marcar! -, esmalte branco normal (não pode ser de secagem rápida) e um potinho seco e limpo pra despejá-lo. É importante fazer essa base branca ou você corre o risco de ficar com um amarelo todo manchado no final.

Momentos de tensão!

Aviso logo que a primeira camada de branco foi triste, ficou marcado e eu pensei que fosse dar tudo errado. Se acontecer com você, não desanime! Passei a segunda camada, tomando cuidado pra ir sempre em um sentido só. Não ficou mil maravilhas não, mas a melhora foi de uns 200%. Esperei secar bem (é rapidinho) e comecei a passar o amarelo também em uma única direção.

Bem de perto, com todos os defeitos / Depois de uma camada de amarelo

Gente, o amarelo fez milagre! Com uma camada já estava bem legal, então depois eu só fui cobrindo uns defeitinhos que passaram batidos na primeira olhada (como o cantinho da junção da sola com o bico que ainda estava preta). Tirei a fita crepe logo assim que acabei de pintar, porque fiquei com medo do esmalte repuxar se secasse. O único probleminha que eu tive foi que uns pedacinhos da fita ficaram colados no sapato, mas foi fácil de resolver, só esperei secar um pouquinho e tirei com a unha mesmo haha

Apaixonei!

Adoreeeei o resultado! Como o esmalte forma uma película, o bico perdeu a textura do sapato e ficou com cara de biqueira mesmo, daquelas que vem de fábrica! Antes que alguém pergunte, eu poderia ter usado tinta couro pra ter o mesmo efeito, mas preferi o esmalte por dois motivos: é muito mais fácil achar cores legais de esmalte e eu posso não querer um sapato preto com a ponta amarela pra sempre, né!? Sempre existe a vantagem de poder tirar se eu enjoar! Quanto à durabilidade eu não posso dar nenhuma opinião ainda, mas vou tentar usá-lo o mais rápido possível e contar o que aconteceu ;)

nhom nhom nhom

Modéstia a parte, eu AMEI! O que vocês acharam?

Beijos e um ótimo final de semana!

Anúncios

[Último dia de workshop] Renovando acessórios

Oi, meninas, tudo bem? Sexta foi o último dia do Caixa de Ferramentas (já estou com saudade!) e, como eu falei no post passado, a oficina foi sobre acessórios. Sapatos, bolsas, cintos e bijouterias, tudo podia ser customizado! Eu só pensei em sapatos pra transformar, mas não quis levar porque achei que eles não secariam a tempo e eu faria cagadinha na volta. Ou seja, fiquei lá ajudando quem tinha muito trabalho pra fazer e absorvendo informações pra usar em casa.

O que mais foi discutido foi como renovar sapatos, já que são os que se destroem primeiro, né!? Mas todas as técnicas se encaixam em bolsas e cintos, afinal os materiais são basicamente os mesmos. Aprendemos ‘glitterização’, pinturas com esmalte, tinta couro, tinta de tecido e verniz. Para as pinturas usamos basicamente o mesmo processo: limpamos bem o sapato, passamos uma camada de tinta, esperamos secar e, em seguida, passamos a outra. Se a intenção não for pintar o sapato inteiro, protegemos o que não deve pegar tinta com fita crepe; com o esmalte é preciso usar um pincel macio para não marcar e depositar o produto aos poucos num pote, porque seca muito rápido! Ah, caso você ache que o sapato precisa de mais brilho depois da pintura, aplique um verniz normal ou brilhante. Não tirei nenhuma foto de sapatos pintados com esmalte, mas achei uma imagem na internet que retrata um ótimo uso dele:

Renovando uma sandália nude sem graça – Foto: Reprodução

Com certeza você já achou algum DIY na internet sobre como fazer um sapato todo trabalhado no glitter, né? Eu também já tinha visto e todos mandam fazer uma  pasta de cola e glitter e, bom, segundo as meninas da oficina isso não dá certo. Elas fizeram, foram usar o sapato e placas brilhosas iam caindo pela rua até que não sobrou nada do glitter. Para evitar esse desastre, use verniz os invés de cola, ele segura melhor a pintura e é a prova d’água. Assim como na pintura, é só colocar uma camada da mistura, esperar secar, passar a segunda e depois de tudo seco finalizar com verniz normal ou brilhante. Olha só o resultado:

Foto: Fábio Lopes / Edição: Cléo Santiago

Ah, vale ressaltar que, em qualquer técnica, se a cor da peça for muito diferente da que você quer colocar, é melhor pintar uma base branca pra não atrapalhar o resultado final! Já estou com a transformação de dois sapatos na cabeça, só tenho que comprar dois vidrinhos de esmalte e tinta couro porque não tem aqui em casa. Ainda essa semana posto minhas ‘artes’ aqui pra vocês.

Beijos, bom finalzinho de domingo :)

Pouca grana? So what?

Moda é uma coisa meio maluca, né? Já perceberam como uma tendência pega, a gente se apega enlouquecidamente e em três meses estamos de saco cheio da maioria delas? Tendo isso em mente, eu realmente procuro não gastar o dinheiro que eu não tenho ( #universitariodadepressao ) em coisas que eu não vou usar ano que vem, por exemplo. E não estou falando de R$1000, R$2000 não, já acho R$200 reais muita grana por algo que eu vou usar pouco.

Por isso, eu sempre procuro coisas que estão na moda em lojinhas mais acessíveis. Confesso que não é tão fácil assim achar coisa boa, mas nossas lojas de departamento melhoraram horrores nos últimos anos e dá sim pra fazer comprinhas trendy com pouca verba! Sempre que eu puder, compartilho por aqui meus achados, tá?

Lá estava eu semana passada no shopping, procurando um presente e dou de cara com a vitrine recheada de sapatos – a maioria feio, na minha humilde opinião – da Styllus. Mas dessa vez meus olhinhos se encantaram (haha), eu vi um slipper LINDO de oncinha e o melhor, sabe por quanto? R$34,90! Isso mesmo, cara leitora, menos de 35 dilmas! Contive a animação porque, geralmente, os sapatos de lá não são os mais confortáveis do mundo. Experimentei mesmo assim, que mal tinha né? GENTE, ele é uma delicinha de andar, já usei pra bater perna por aí e não machucou nada, nada. Olha só o bendito:

Image

Slipper de oncinha da Styllus!

Achei uma graça, dá uma modernizada em qualquer calça jeans + camiseta branca e ainda dá pra inventar várias combinações pras mais ousadas (ui!). O que vocês acham?

Beijos