[Bullshit!?] Reconstrutor Platinum

Quando meu cabelo começou a ficar meio esquisto, confesso que não tinha nem ideia do que era porosidade, até que comecei a ver algumas meninas do grupo de ruivas que mais visito – o AASC – falando sobre o assunto e me identifiquei rapidinho.

Quem pinta o cabelo há algum tempo (culpada!) sabe que, mesmo que seja tomado todo cuidado, a juba tende a ficar mais áspera que o normal. Acontece que as receitas lá do grupo pra acabar com a agressão que a água oxigenada causa iam de vinagre à limão, passando por produtos caríssimos – que não faziam parte dos meus planos.

platinum_01Até que rolou a febre Bioderm. Alguém experimentou esse Sistema Reconstrutor Platinum (originalmente criado para platinadas – dãr), amou e todo mundo foi testando. INCLUSIVE EU, que sou sim influenciável e encontrei ele rapidinho numa ida à farmácia.

O  produto promete acabar com a porosidade que ox de maiores volumes (30, 40 vl) e descolorantes causam no fio graças à perda de nutrientes e abertura das cutículas, que ficam tipo arreganhadas nesses processos. Posso falar? AMEI.

platinum_02O kit inteiro é formado por shampoo antiporosidade, shampoo desamarelador, reconstrutor intensivo e um serum antiporosidade. Mas, pra alegria geral da nação ruiva (e morena também), eles também são vendidos separadamente, então pulei o matizador. 

Logo no shampoo senti meu cabelo bem mais macio, quando fui para a máscara, então, paraíso! Fiquei com a juba desmanchando, sabe como? E o cheiro? Dá vontade de comer! Minha única ressalva é que o sistema é termoativado e precisei usar o secador no fim, desfazendo todos os meus projetos de cachinhos. :/

platinum_03Recomendo demais: cumpre o que promete, o preço é justo – cerca de R$20 shampoo e creme e R$15 o sérum -, rende bastante e o perfume é maravilhoso.

Dá pra ver que eu tenho carregado bastante na minha bolsa, né? Sempre que tonalizo ou pinto na casa da minha mãe levo ele junto. Virou xodó! Quem já experimentou? Ah, dentro no Cronograma Capilar, ele é nutrição ;)

Beijos, beijos

Anúncios

Cronograma Capilar – Nutrição

Rá, demorei, mas escrevi! Nessa continuação da série sobre o cronograma capilar – se você ainda não viu, aqui eu expliquei o cc e os agentes de cada etapa e aqui dei dicas de hidratação – vou falar um pouquinho mais sobre o que eu uso para a segunda fase do cronograma: a nutrição.

Cronograma Capilar_nutriNutrir o cabelo é, basicamente, repôr os nutrientes do fio que perdemos durante os processos químicos (alisamentos, tinturas etc) ou uso excessivo de calor com chapinhas e secadores. Quando está precisando dessa reposição, o cabelo fica com frizz, armado e poroso. Você pode reparar também se ele não tá absorvendo muito mais creme que o normal, demorando demais a secar ou com muitas pontas duplas. Se sim, você pode usar e abusar das nutrições ;) Mas já aviso: nada vai ter muito efeito com um cabelo seco porque o fio não “segura” nada e, por isso, o ideal é deixar ele bem hidratado antes (olha o motivo do cronograma aí!)

Bom, vamos ao que interessa? Do incrível ao ‘nhé’, essa é a minha listinha:

O que rolou muito!

Ingredientes 01

1 – R$80 > Comentei de passagem sobre a Lola Cosmetics aqui no blog e agora eu tenho certeza que é amor – na maioria das vezes, pelo menos (já, já vocês vão entender o porquê). O Morte Súbita é uma das máscaras mais famosas da marca e deixou meu cabelo bem gostoso mesmo. Queria experimentar o shampoo detox – uma pastinha esfoliante – da linha para ver se dava um boost no tratamento como promete. O preço é do pote de 1kg e vale muito a pena dividir com alguém, já que o de 500g custa certa de R$60 #ouch!

2 – R$ 15* > Parece bizarro, mas tenho amigas que tiveram que dar o braço a torcer #beijoMayara para a umectação com azeite de oliva. Funciona, basicamente, assim: você espalha massageando mecha a mecha, no cabelo úmido ou seco (geralmente eu passo nele seco), um pouco do óleo extra virgem e deixa por, no mínimo, 3h na cabeça. Se puder colocar uma fronha velha no travesseiro e ir dormir com ele, melhor ainda. Quanto mais tempo, melhor para a absorção dos nutrientes!

3 – R$140 > Esse não precisa de muitas apresentações, mas o óleo de argan da Moroccanoil realmente é incrível, apesar do preço salgado. Já dividi com uma amiga e usava, além de como finalizador, para dar um up em cremes nutritivos (a marca também tem máscara, mas prefiro o multiuso). Essa é a média de preço brasileira do óleo de 100ml que dura bem, mas na gringa vale bem mais a pena (cerca de U$30!).

4 – R$25* > Ainda na onda da umectação com óleos vegetais extra-virgens, vale a experiência do óleo de coco. Sério, é absolutamente incrível para o meu laranjinha. Uso exatamente como o azeite, com a vantagem de ser menos fedido e deixar ainda mais brilhante. Para tirar, assim o outro, tem que ter paciência! Geralmente eu molho o cabelo, massageio um pouquinho sem nada, coloco shampoo, massageio beeeeeeem e depois ainda “lavo” com o condicionador também. Meus projetos de cachinhos adoram.

* as duas embalagens da foto são as mais bonitas que achei, portanto apenas ilustrativas hehe. O importante mesmo é que os óleos sejam 100% puros e a média de preço foi dada de acordo com o que eu acho por aí em mercados e lojas de produtos naturais. Aqui segue uma listinha da Anvisa sobre os azeites que são realmente extra virgens.

Nenhum milagre!

Ingredientes 021 – R$30 > Ainda nesse desespero pelos produtos da Lola, depois de experimentar o Dream Cream (conto no post sobre reconstrução!) e o Morte Súbita, comprei o Umectação de Oliva. O produto é 100% vegetal, livre de óleo mineral, parafina etc e parecia ser bem bom pela composição, maas já usei 4 dos 8 jeitos propostos por eles e nem achei nada demais. Não é que meu cabelo tenha ficado ruim, mas não fez diferença como os da primeira lista.

2 – R$2 > PRESTENÇÃO, não é que o vinagre de maçã seja nutritivo, mas ele ajuda a reduzir a porosidade dos fios, selando as cutículas e tirando aquele aspecto áspero estranho do cabelo. Ou é isso que acontece com quem ele funciona, porque comigo não deu efeito nenhum além de deixar fedidinho. Usei assim: tirei a máscara de nutrição, misturei num pouco de água, passei no cabelo, deixei uns 10 minutos e tirei com água fria. Diferença nenhuma.

Cagada Master!

Ingredientes 031 – R$18 > Minha mãe tem amado essa máscara de nutrição da Salon Line e, num fim de semana que fui pra casa dela e não levei nada de cabelo (eu tô morando numa república agora, qualquer dia faço um post sobre essas mudanças), resolvi experimentar. Meu cabelo ficou duro, du-ro, d u r o, vai entender…

2 – R$20 > Eu sei que já falei bem da máscara de argan da Novex por aqui, mas isso foi antes de começar a cuidar de verdade do meu cabelo. Naquela época, quase tudo que eu passava era um respiro, já que eu não cuidava nem um pouco da juba. Hoje em dia, se eu experimento passar ela, no dia seguinte sinto um ele meio áspero e seco. Pra quem se importa e é adepto de low/no poo, tem parafina e todos os outros proibidos (inclusive, acho que essa é a causa, agora que eu procuro evitá-los)

Doida para experimentar!

Ingredientes 041 – R$250 > Super quero testar, mas não tenho coragem de dar isso tudo na Moroccanoil se o óleo já é incrível misturado em máscaras mais baratinhas. Como sou exagerada, testaria a de tampa marrom, que é a mais intensa. Na gringa também é mais em conta (e aí sim eu compraria)

2 – Outros óleos extra-virgens para umectação bem me interessam, como o de amêndoas e de macadâmia – mas um é difícil de achar puro e o outro é bem carinho. Dizem que rola ir na farmácia de manipulação e pedir manipulado que sai mais barato. Nunca tentei, quem sabe.

3 – R$18 > O Banho de Creme de Tutano, da Bio Extratus, foi eleita a melhor máscara de nutrição de 2014 lá no grupo do Facebook de No/Low Poo. E só por tanto falarem dela, quero testar. Confesso que essa embalagem não me atentou nem um pouquinho (feeeia, tadinha), mas ela é quase unanimidade e nem tudo é perfeito nessa vida.

4 – R$15 > Já tenho shampoo e secador dessa linha e adoro! Além disso, a máscara Oro Argan Monoi, da Bioderm, ficou em segundo lugar no mesmo grupo de No/Low Poo que eu falei ali em cima. Provavelmente vai ser minha próxima aquisição capilar porque, né, o precinho ajuda muito!

Já falei isso nos posts anteriores, mas não custa repetir: cabelos diferentes se portam de maneiras diferentes também. O jeito é experimentar e ver o que dá certo para você, não tem segredo. Ah, minha juba é tingida, com resquícios de alisamento e descolorante, ondulada e com fio bem fino, quase de bebê mesmo. Se o seu cabelo é parecido, as probabilidades deles se darem com os mesmos produtos é bem grande :)

[Bullshit!?] Cronograma Capilar

Prepara que hoje o texto tá giga, mas é bem útil! Tem mais ou menos uns 3 meses que resolvi ficar ruiva e, quem me conhece, sabe que essa não foi a primeira e provavelmente não será a última mudança que farei na juba em toda minha vida. Por causa de todo essa inquietamento capilar (tinturas, cortes, alisamentos) meu cabelo foi se tornando bem mais fraco e fino ao longo dos anos, principalmente pela época loira de descolorações #tenso.

Daí quando resolvi acobrear, fucei a internet e achei dois grupos no Facebook incríveis para quem quer ficar ruivinha: o Amor Acobreado e o Amor Acobreado Sem Censura. Lá um ritual é quase unanime: o tal do Cronograma Capilar. De 10 publicações, umas 6 são sobre o assunto e a galera investe tempo e dinheiro meeeeesmo nisso. Mas é bem controverso, viu!? Umas defendem com unhas e dentes, outras dizem ser só conversa fiada.Cronograma Capilar_012Como tô em processo de liberação das ondas e a procura do ruivo dos sonhos, me joguei na ideia porque tentar é sempre válido. Aviso logo que este post não tem nenhuma pretensão de ser científico .É só um pouco da minha experiência com isso tudo ;)

O cronograma é uma agenda de tratamento capilar que promete repor massa e nutrientes. Dependendo de como o seu cabelo está, você vai seguir uma planilha que te indica o que fazer: hidratação, nutrição ou reconstrução. O primeiro passo é identificar como seu cabelo está (e é pra ser bem realista!) Achei que o meu era o mais cagado de todos, então segui a primeira sequência da tabelinha. Sim, você vai fazer alguma coisa pelo menos 3 vezes na semana. Isso é tipo toda lavagem de cabelo pra mim, então precisei de muito saco amor pra seguir em frente hehe

Cronograma Capilar_tabela

 Exceção à regra: se seu cabelo estiver elástico – parecendo chiclete quando molhado, sabe? – faça reconstruções até conseguir penteá-lo sem o puxa-puxa e, só depois comece o CC

Não sabe a diferença de cada uma dessas coisas? Eu também não sabia, mas é tipo isso:Cronograma Capilar_h n e r

O negócio é tão específico que a gente precisar ficar inteirada sobre os produtos que fazem parte das etapas do cronograma. Pra isso é bem importante saber o princípio ativo de cada um (e receitinhas caseiras são mais do que bem vindas!)

Cronograma Capilar_ingredientes

Algumas meninas também defendem cronogramas alternativos, construídos com o que você acha melhor pro seu cabelo. Complexo, né? Eu prefiro seguir o que já está pronto #preguis Então, depois de 1 mês completo de tratamento, vamos ~~ ao que importa:

Cronograma Capilar_antes e depois

Ao contrário do que parece, na segunda foto meu cabelo está mais laranja e mais clarinho que na primeira. Luz é tudo pra uma ruivinha wannabe!

Essas fotos foram tiradas recentemente, a primeira antes de tonalizar e as outras depois do C.Kamura Cobre. Todas já no fim do CC ;)Cronograma Capilar_luzes diferentes

Conclusão: acho que dá pra ver que meu cabelo melhorou ABSURDAMENTE. Não está mais tão espigado e as pontas duplas se esconderam beeeeem. Se foi por causa do cronograma ou simplesmente porque taquei mil coisas no cabelo durante esse tempo, não sei dizer, mas vale muito a pena tentar, principalmente se você precisa de algum tipo de incentivo. Seguir a tabelinha faz a gente se obrigar a seguir os tratamentos e cumprir ‘metas’, fora que te tira o trabalho de pensar sobre o que passar naquele dia. Agora já estou na segunda sequência da história e continuo amando.

Quem aí já tentou? Conta um pouquinho da experiência aqui nos comentários ;)

Beijos, beijos.