[DIY] Mochila jeans e a renda

Alguém acreditaria se eu dissesse que essa mochila tem uns 7 anos?IMG_20130517_125125Olha, eu não sei no mundo de vocês, mas no meu quase todo mundo teve uma mochila jeans na adolescência. Eram todas quase iguais, só mudavam a cor do couro (marrom ou preto) e a loja de surfwear em que foram compradas. Eu usei a minha durante um ano e larguei no armário porque ainda estava quase nova. Outro dia estava arrumando minhas bolsas e…IMG_20130422_220245Olha ela aí, tão novinha (e sem graça) quanto antes. Mas jeans e couro estão na moda, certo? Então ela tinha que ter potencial! Achei que renda e spikes combinariam perfeitamente :)

Mãos na massa!

Mãos na massa!

Como a renda é vazada, precisava cobrir a logo. Catei o pedaço de jeans mais próximo ao do tom da mochila (sempre guardo as pernas das calças que corto hehe), cortei do tamanho mais próximo possível e costurei.bolsa 2Eu sei que ainda ficou diferente, mas, sinceramente, você notou na primeira foto? Com a renda por cima acaba ficando bem discreta essa diferença!

Depois, fixei a renda na mochila com alfinetes, espetando bem próximo às bordas e tomando cuidado pra ela ficar esticadinha. Feito isso, cortei a renda mais ou menos no formato da frente da bolsa.bolsa 3

945795_484520061614491_1701696604_nAgora vem a parte mais chata: costurar a volta inteira da mochila (confesso que deu preguicinha). Meio entediante, mas zero mistério! Cortei as bordinhas que restaram – vide canto esquerdo da foto aí de cima – e fiz o acabamento dos cantinhos com cola pano. Não tem na foto dos materiais porque eu não ia fazer isso, mas renda tem uma coisa meio chata de puxar fio e a cola ‘segura’ o tecido no lugar. Achei válido!IMG_20130516_194235Só porque eu sou viciada – e vocês já devem ter reparado-, apliquei spikes douradinhos no couro. São daqueles bem tradicionais de 4 pinos atrás pra amassar. Se ficar difícil de colocar com a mão, fure antes com a ponta de uma tesoura :)IMG_20130517_124923

E uma mochila novinha e linda ficou pronta com menos de R$15 :)

Foto do Instagram | @cleosantiago

Foto do Instagram | @cleosantiago

E aí, gostaram?

Beijos e um ótimo fim de semana!

 

Look da manhã: Azul, vermelho e oncinha

Pra quem não curte tirar fotos, dois ‘looks do dia’ duas vezes seguidas tá bom, né? Explico, agora só tem um, mas no finalzinho do dia eu coloco o outro :)

Hoje cedo fui resolver algumas coisinhas aqui no bairro e assistir aula na autoescola (pois é, sou um baby ainda). Por motivos lógicos, a roupa precisava ser confortável e, obviamente, sem montações. Usei um short jeans soltinho que tem detalhes em neon e mini spikes no bolso, uma camisa azul marinho – era de manga comprida, mas eu tirei -, cinto trançado marrom pra segurar tudo no lugar, já que o short tá largo (yeah!), bolsa vermelha enooooorme e resistente e slippers de oncinha.

Sempre essa cara de bumbum, desculpa aí!

Mais casual que isso só se eu saísse de pijama, né? haha

Mais detalhes do look!

Camisa  azul com mangas tiradas por mim – lojinha de bairro, não sei o nome :x

Short jeans – Jump’s

Cinto trançado marrom – Aquamar

Slipper oncinha – Stylu’s

Bolsa vermelha – ACHO que é da South (tem um símbolo ali que eu não reconheço haha) Me avisaram que é da Taco, thanks, Gabriella!

Cordão máquina de costura – Presente da sogra

Anéis – Todos foram presentes

Óculos – LupaLupa

Agora estou saindo pra jantar com uma amiga (num japonês, mas juro que não vou tirar foto da comida!hehe), mais tarde eu posto o look :)

Beijos e até mais!

[DIY] Arrematando jeans sem firulas

Quando se corta uma peça em jeans a barra fica certinha na hora, mas com o tempo vai desfiando e, se você não parar esse processo de alguma forma, ela vai acabar beeeem detonada, com fios grandes de tecido pendurados, etc. As vezes nós queremos esse efeito bem podrinho e até forçamos pra que ele aconteça mais rápido, mas em algumas situações a finalização é essencial. Esse era o caso do meu shortinho azul, se eu o deixasse sem arremate ia acabar perdendo o efeito ondulado que me conquistou.

O post de hoje é mais um update do DIY do scalloped short que um tópico novo. Vocês lembram que eu disse que experimentaria base de unhas para finalizar tudo? Pois bem, usei e deu certo!

Ok, não foi exatamente uma base, mas um extra brilho da AH!

 

Eu sei que o ideal mesmo era costurar uma linha de segurança na barra inteirinha para não desfazer, mas quem disse que eu tenho essa habilidade? Já imaginou ficar fazendo semicírculos eternos na máquina de costura? Jesus! Quando eu comentei sobre isso, me recomendaram usar cola pra tecido transparente, porque a leitosa poderia deixar o short com manchinhas brancas. Procurei até no infinito e não achei a tal cola, então resolvi recorrer a dica que eu tinha visto em alguma canto na internet. Já deixou cair esmalte na sua roupa ou lençol? Conseguiu tirar? Exatamente!

 

Imaginei que o extra brilho marcaria a roupa, por isso virei o short do avesso e fui à luta. Contornei toda a barra com o pincel do próprio esmalte, um pouco acima da linha que já tinha desfiado. (Se for fazer em casa, não encharque o pincel, porque pode acabar passando para o ‘lado certo’ do short.) Gostei do resultado! Senti que segurou mesmo o tecido e o deixou ligeiramente durinho, o que foi bom pra evitar que algumas ondas fiquem virando pra fora. Recomendo!

Se alguma de vocês testarem, me digam o que aconteceu!

Beijos, tenham um ótimo final de semana :)

Unha do dia + 3° e 4° dia de workshop

Com a vida corrida, a unha acabou sendo da semana mesmo, né? Só tive tempo de fazer ontem de madrugada! Mas tudo bem, tá valendo a pena :)

O esmalte de hoje é um marrom metalizado da Jubby chamado Hera, que arrematei porque a cor é bem diferente de todos os meus outros vidrinhos. Nunca tinha comprado nada da marca porque era desconhecida, puro preconceito! Ao contrário de muitos metalizados, o pincel não ficou marcando minha unha loucamente, só resta testar a duração agora – se bem que fiquei o dia todo mexendo em tecidos, tachinhas, lixa, etc e não lascou! Captar a cor real em foto foi um pouco complicado, mas cheguei perto:

O tom mais próximo ao real é o da segunda foto ( ele só é um pouco mais escuro)

 

Continuando a saga do workshop, ontem e hoje tivemos aula de mudança de formato e texturas, respectivamente. A burra aqui esqueceu completamente a bolsa com roupas para serem cortadas ontem e acabou trabalhando mais um pouquinho na blusa Galaxy (dá um trabalhinho, viu!?)

A ministranda Maria Ignez (uma fofa) mostrando a técnica / Uma prévia do que está virando a minha blusa!

A tarde, tivemos uma conversa super legal sobre a abertura de uma marca com a Chloe, uma das donas da ‘Que isso, querida!’. Ela dividiu com a gente todos os perrengues do início de uma grife e deixou bem claro que nada foi fácil ou glamouroso como normalmente imaginam.

A aula de superfícies foi a mais divertida de todas! Lembra do short que tava virando um ombré jeans? Hoje começou a ser desgastado (caaaaansa, deixei pra terminar em casa) e ‘tachado’. Ainda vou destruir um pouquinho mais nessa perna rasgada e colocar algumas tachas maiores no bolso de trás que eu soltei. Só pra constar, o short era uma calça jeans reta, escura e sem graça que meu namorado não usava (e nem cabia mais nele hehe). (Vocês querem um DIY desse desgaste de jeans?)

Uma perna não está mais curta do que a outra, não. Esqueci de desdobrar pra tirar a foto #amadora

Depois da oficina de customização, o figurinista Samuel Abrantes nos deu uma palestra sobre poesia têxtil. Ele tem várias teorias e processos muito interessantes de construção de figurinos e, hoje, pediu que fizéssemos uma composição com os retalhos de tecido que tínhamos em sala. Misturei cor, renda e estampas diferentes. Deu um medinho de início, mas até que eu curti o resultado.

Pirei haha

Amanhã é o último dia e teremos aula com acessórios o/ Aguardem!

Beijos, meninas

Colete + look (preguiçoso) do dia

Na minha opinião colete não é  roupa, é um acessório, uma peça adicional que serve mais pra dar um charminho num look totalmente boring do que pra vestir. E daí, né? A gente adora exatamente por isso!

Que taque a primeira pedra aquela que não tem um único coletezinho dentro do armário! Existem tantos tipos por aí que eu arrisco dizer que é uma das únicas peças democráticas no mundo da moda (junto com a calça jeans, a t-shirt e outras raridades), mas por conta dessa variedade toda as vezes a gente acaba se perdendo. Confesso que acho alguns feios demais, dão uma empobrecida na roupa, mas eu não estou aqui pra criticar nada e, sim, para dizer o que eu curto. O legal da moda é que podemos tirar nossas próprias conclusões, então sintam-se a vontade.

Eu, particularmente, gosto muito dos jeans quadradinhos, dos de couro estilo biker e dos de pelúcia que com certeza vocês já perceberam que estão aparecendo demais nesse inverno. Juntei algumas sugestões de look, no big deal, mas vejam como ele faz a diferença:

Colete jeans – Fotos: Reprodução / Montagem: Cléo Santiago

Colete Preto – Fotos: Reprodução / Montagem: Cléo Santiago

Colete pele fake – Fotos: Reprodução / Montagem: Cléo Santiago

Só pra finalizar o post (que tá ficando enorme), meu look total preguiça de hoje. Precisei acordar cedo pra ir ao Jardim Botânico fazer um trabalho de fotografia da faculdade, ou seja, estava com sono e tinha que estar muito confortável pra andar BASTANTE. O que é melhor do que regatinha+shortinho jeans detonado e tênis nessas ocasiões? Pra ficar mais bonitinha, me joguei no colete do DIY, fiz um mix de pulseiras, o tênis era um Converse de oncinha dourada e o óculos tão necessário para tapar minhas olheiras, um gatinho fofo.

Esqueci de tirar foto do mix de pulseiras #blogueiraamadora

E haja coragem de postar a careta aqui :$ Hahaha

Beijinhos