A moda que eu quero em 2015

Eu já comentei em outros posts alguns dos motivos de ter abandonado o blog e, é claro que entre mudanças e falta de tempo, outro fator que contribuiu demais para eu desanimar de escrever por aqui foi o cansaço desses padrões e imposições que o mundo da moda acaba colocando sobre todo mundo.

E aí aquela minhoquinha da censura fica passeando pela cabeça te fazendo achar que você não pode usar nada, que aquele cropped não é para “qualquer um” e que a saia mais justa marca uma barriguinha que “não deveria estar aí”. Que o cabelo precisa estar “no lugar” e que aquela hotpant “não vai bem com seu bumbum”. Não deveria pra quem? No lugar de que? Não vai bem por que?giphy

E o pior é que esses padrões totalmente inatingíveis nos atacam desde muito cedo e, de repente, você vê uma foto com 47 kg aos 15 anos, quando achava que era gorda. GORDA. Com 47 míseros quilos. Essa que vos fala era magérrima e se espelhava em que? Em Vogues, America’s Next Top Model e é claro que não seria igual àquelas modelos. E não era só eu: eram as primas, amigas de colégio, de natação,… E não, com 21 anos e alguns (muitos!) centímetros a mais, ainda não sou completamente impune a esse padrão e, por isso, passei a ter medo de continuar escrevendo e acabar dizendo o que vocês precisam ou devem fazer para disfarçar ou esconder sei lá o que.

Mais do que esses modelos de beleza completamente loucos, não queria, também, dizer o que era must have da temporada ou tendência obrigatória da vez. Isso todas as revistas e sites mais tradicionais fazem muito bem e acabam, também de maneira exemplar, transformando as ruas em vitrines de looks idênticos e pré-fabricados em street styles fotografados em fashion weeks. Não, obrigada. Isso estava me fazendo odiar a moda, achar que eu não podia vestir as mesmas peças das its, já que não me encaixava, e me restringir exatamente onde eu sempre pude me expôr.

large

As roupas foram feitas para vestir, cobrir nossos corpos para o mundo civilizado. E, dentro dessa padronização maluca, a moda nos proporciona fugir do lugar comum, mostrar para quem quiser ver – e não quiser também – de quantas cores somos feitos, que estampas expressam quem somos, qual comprimento retrata o sentimento do dia, da semana, do ano.  E é isso o que eu mais quero ver daqui pra frente: moda real, feita por gente de verdade que não está se importando tanto assim com o que está rolando na passarela.

É claro que ainda gosto de ver tendências e um Balmain ou uma belo photoshoot faz meus olhinhos brilharem, afinal, é arte. Mas a arte também pode estar visitando outras culturas, corpos e cores. Aliás, esses são muito mais ricos exatamente por não precisarem de dinheiro e o glamour dos holofotes para brilharem. Repara só no metrô, na faculdade, na menina desconhecida da sua rua. Tenho certeza que em algum desses lugares existem pessoas tão interessantes (ou mais, na minha humilde opinião) que it girls bombadas.

2012-newyear-quotes-2

E, com esse texto meio sem nexo, fio condutor ou conclusão adequada, quero dizer que vou frequentar mais meu espaço preferido, continuar escrevendo sobre o que eu gosto e, também, que desejo para vocês – e para mim! – um 2015 com menos censura, preocupações e muito mais diversão, (ins)piração, cores, formas e auto conhecimento. Na moda e na vida. Feliz Ano Novo e nos vemos mais vezes por aqui :)

Beijos, beijos

Já é – quase – Carnaval!

Carnaval CapaFoto: Reprodução

Sim, estou sumida, eu sei. Sim, sou o pior rascunho de blogueira que você conhece, eu sei. Tanto que até perdi a web empolgação do Carnaval e não postei  looks, DIY’s ou qualquer ideia para cair na folia. E olha que tinha muita coisa boa por aí! Acho que agora já não faria tanto sentido, né? O feriado já está aí e não vai dar mais tempo para fazer muito. Por isso mesmo pensei nos desesperados, nos que, assim como eu, não conseguiram nem escolher o que usar até agora. Até agora, heeein!?

Separei algumas tendências (odeio usar essa palavra, mas não conseguir trocar por outra, desculpa aê!) que você provavelmente tem no armário e dariam ótimas roupas para os bloquinhos da vida ;)

Carnaval_FrutasFotos: Reprodução

Não tem jeito, tem salada de frutas em todo lugar! As tropicais estão particularmente mais badalinhas. Abacaxis, cajus, bananas, laranjas ♥ Também são lindas – e ainda mais carnavalescas – quando misturam flores e folhas. Fácil de achar, com modelagens para todos os gostos e é a cara do Carnaval!

Carnaval_BodyFotos: Reprodução

A peça ícone dos anos 1980 voltou com tudo nesse verão, perceberam? Geralmente mais fechadinhos na frente e com decotão nas costas. Dupla perfeita para um short ou saia de cintura alta! E sim, ele mostra bastante e acaba assustando um pouco as menos peruas. Relaxem, aproveitem que é Carnaval, quase tudo é permitido e se joguem no que falta coragem pro dia a dia. Vai que você descobre um novo amor? (tô falando da roupa, mulherada!)

Carnaval_BrilhoFotos: Reprodução

Apesar de eu amar um brilho a qualquer hora do dia, em qualquer dia do ano – e isso é assunto pra outro post -, Carnaval é época de exageros, de perder o medo de ficar over, de brincar mesmo com o visual. Divirta-se com paetês, glitter e todas as purpurinas do universo. Você vai descobrir porquê é tão divertido ser menina ;) Só peguem leve na quantidade de glitter na maquiagem porque suor + purpurina não dá certo e não dá pra passar o feriado cega hehe Usem por baixo um gloss, sombra cremosa, primer fixador ou qualquer coisa assim!

Carnaval_MixFotos: Reprodução

O truque de styling já é super batido, mas muita gente ainda tem medo de misturar estampas. Agora é a hora de tentar! Mesmo que seu mix acabe não muito discreto pro dia a dia, vai ficar bem festivo, com certeza. Dica: lembra da estampa de fruta? Muitas peças já fazem a mistura delas com padrões geométricos. Então pegue sua blusa ou short listrados e combine com os desenhos tropicais!

Carnaval_CroppedFotos: Reprodução

Acho difícil que alguém aqui nunca tenha tentado, mas fica a dica: tá calor, tá MUITO calor. Quanto mais leves e fresquinhas forem as roupas, melhor pra você. Para se sentir mais a vontade, cintura alta! Além de dar um ar mais retrô e cool, tapa o umbigo (sou contra umbigos, implicância gratuita, mas sincera. Me perdoem!) E não precisa ser aquele super estruturado mais apertadinho não, viu? As opções soltinhas são muito legais também! Só tomem cuidado com os de renda, tricô, etc porque é muito provável que algum fio acabe puxado.

Carnaval_Regata CavadaFotos: Reprodução

Outro item que quase todo mundo já tem e vai ser óótimo em blocos de rua. Bem fresquinho, fica ótimo com short e ainda permite colocar outra cor. Já pensou misturar estampas ou colocar um brilho aí por baixo? Adoro :)

Dicas: não esqueça do filtro solar, óculos escuros, sapatos confortáveis e bolsa que feche. Ah, e de beber água de vez em quando haha

Claro que ainda existem mil possibilidades e que se você tiver algum acessório mais fantasia para colocar, vai ser melhor ainda! Existem várias bases no seu armário, escolha uma delas, pire na montação e aproveite muuuuuuuuuito a festa!

Beijos, beijos e eu não vou mais sumir :)

Meus favoritos ♥

Meu favoritos_capa

Não sei vocês, mas eu AMO descobrir coisas novas e gastar horas a fio explorando cada detalhe delas! Por isso achei bacana inaugurar um blogroll por aqui. Lá vocês vão encontrar meus blogs favoritos sobre estilo – moda, maquiagem, decoração, etc –  que me inspiram ou me entretém de alguma forma. Sempre que quiserem se divertir, ele está aqui em cima!

Ah, por enquanto está tudo organizadinho por ordem alfabética, mas não esperem isso por muito tempo, tá? hehe Acabei de fazer a página e já lembrei de vários que ficaram de fora. #shameonme Vou completando aos poucos!

Fiquem à vontade para fazerem sugestões, etc ;)

Beijos, beijos

Um beijo, nail art!

Depois da era dos esmaltes de mil cores e efeitos, acho que cansamos um pouquinho do exagero nas unhas, né? Tenho visto demais as meninas voltando pro vermelho, nude ou preto basiquinhos. Daí, já que é pra dar uma ‘descolorida’ na coisa toda, vem a galera da moda, leva isso pro extremo (como sempre! hehe) e traz de volta o esmalte branquinho para nossas vidas!

Esmalte-branco-tendenciaFoto: reprodução

A cor foi sensação nos anos 1990 e eu – e vocês, tenho certeza – ficava tentando imitar com liquid paper durante as aulas. E é exatamente esse branco, bem cremoso, que está aparecendo bastaaaante por aí, tanto nas passarelas quanto no street style. 

esmalte branco_01Fotos: reprodução

Admito que sou fashion victim de vez em quando e tenho gostado das fotocas com o esmalte, com exceção nas unhas compridas. Não gosto de cagar regra, mas acho que fica moderno nas mais curtinhas :)

Eu acho que o grande problema do esmalte branco é a aplicação. Ele marca demais qualquer imperfeiçãozinha! Se você faz a unha em casa, seguem diquinhas de como facilitar as coisas e deixar ele lindão:

  • Nunca deixe de passar base! Ela deixa a unha mais homogênea e lisinha para o esmalte deslizar a vontade.
  • Nada de miséria, hein!? Coloque uma boa quantidade de produto no pincel, o suficiente para cobrir a unha inteira.
  • Dê pinceladas bem rapidinhas! Se deixar dar uma secadinha de leve, ferrou! Marca tudo :/
  • Não tenha medo de camadas! Se passadas como nas dicas anteriores, o esmalte não vai ficar muito grosso com umas 3 e a probabilidade dele ficar uniforme é bem maior ;)

E aí, rola?

Beijos,  beijos

[Desejo do dia] Ruivices

tumblr_mrwnc7S1DH1rk6ftxo1_500Foto: reprodução

Minha princesa preferida sempre foi a Ariel e, na minha festa de 5 anos, até fiz mamis pintar meu cabelo com tinta em spray vermelha. Quando pré adolescente, cismei com pontas vermelhas e, bom, até hoje o bichinho da ruivice resolve me atiçar de vez em quando. Não gosto de passar vontade sozinha, então olha só quantas cabecinhas de fogo lindas ♥

ruivas1Fotos: reprodução / Edição: Cléo Santiago

Meu tipo preferido de ginger hair: naturais (ou realmente parecidos com um). Pena que só fica lindão desse jeito nas branquinhas, porque se laranjinha eu pudesse ser…

ruivas2Fotos: reprodução / Edição: Cléo Santiago

O strawberry blonde (esse loiro mais acobreado da Blake) também entra na lista dos meus preferidos. Alguns tons mais artificiais, como o da Hayley e o da Katy Perry, podem ficar legais desde que combinem com seu tom de pele e PRINCIPALMENTE personalidade. Eu acho que precisa de carão pra segurar um ruivão assim, vocês não?

ruivas3Fotos: reprodução / Edição: Cléo Santiago

Morenas têm vez sim! Geralmente os tons são mais fechados, castanhos acobreados. A Fe Paes Leme, por exemplo, tava muito gata com esse cabelo! Como meu cabelo natural é BEM escuro, acho que essa seria a opção que mais se encaixaria, mas não me encanto tanto pelos tons :/

Quem se animou com a história, pode dar um google para achar mil e um posts, vídeos, etc sobre que tons escolher, como manter, etc. Por curiosidade, eu li os do Bolha das Ello e curti bastante! Recomendo para quem ficar com preguiça de procurar hehe

Só posso dar duas dicas sobre o assunto: procurem um bom cabeleireiro e hidratem até a morte! haha Aliás, essas valem pra qualquer coloração, né?

Quem compartilha da vontade?

Beijos, beijos