Dica: hidratação dos pés

Passar creme hidratante nos pés antes de dormir é mais do que comum, né? Acho que não conheço nenhuma mulher que não faça isso. Mas todas nós sabemos que nem sempre acabamos com o ressecamento assim, então que tal dar um boost  na hidratação caseira?

Começo passando normalmente o creme que eu estiver usando…20130413_163314Aqui vem o pulo do gato: sabe papel filme? Daquele que usamos na cozinha? Enrole seus pézinhos nele e nem precisa caprichar no embrulho, desde que estejam todos embalados (sem apertar, né?), está ótimo.IMG_20130413_163916Pra não perder o plástico durante a noite, coloque uma meia qualquer por cima.IMG_20130413_164008E agora? Boa noite! Você vai acordar com pés de princesa :) Pra quem quiser potencializar mais ainda a hidratação, vale fazer uma esfoliação no banho da noite. Lembram desse esfoliante caseiro que eu recomendei?

Dica de vó, hein!

Beijos, beijos

Anúncios

[Dica] remendando a unha

Há um tempo eu tinha visto uma técnica pra remendar aquela unha que deu uma lascadinha na lateral, mas torci o nariz. Achei que fosse uma daquelas loucuras que não funcionassem. Acontece que hoje minha unha do indicador lascou muito, muito embaixo. Daquele jeito que, se eu puxasse ia machucar, sabe? Lembrei da tal ‘técnica’ e resolvi testar.

GENTE, É MUITO AMOR! Dá super certo meeeeeeeesmo ♥

Como vocês sabem, aqui a logística pra tirar foto ou gravar vídeo não é lá muito fácil, então catei um vídeo no Youtube que explica exatamente o que eu fiz:

Fica um pouquinho diferente das unhas naturais, parece unha de silicone, sabe? Um tico mais larga que o normal, mas é bem melhor do que ela pequenininha, né?

Estou saindo nesse segundo pro jogo do Fluzão, mas amanhã dou um update no post com a foto da minha unha :)

Conforme prometido, as minhas garrinhas:IMG_20130306_193315

Me amem! haha

Beijos

Bad hair day? Sempre tem um jeito, vai!

raivinhaFoto: reprodução / Edição: Cléo Santiago

Toda mulher já passou por isso algumas vezes na vida: a gente acorda, vai olhar no espelho e toma aquele susto com a juba. E cabelo tem humor, né? Não importa o esforço que a gente faça, tem dia que ele não fica comportado de jeito nenhum! Fora que não é sempre que temos tempo – e  paciência – pra ficar arrumando a cabeleira. Vivi a experiência essa semana e tive que dar meu jeito de ir pra rua sem assustar as pessoas. Fiz um coque podrinho e, como nem a franja estava sociável, prendi pra trás com grampinhos. Achei tudo muito sem graça e coloquei o arco de spikes pra alegrar a vida.

199987_394115333988298_865856336_nFoto de Instagram | @cleosantiago

Já que as vezes é realmente preciso, separei algumas inspirações para os tão temidos bad hair days.

bdhd2Fotos: reprodução / Edição: Cléo Santiago

O coque sempre cai bem nessas situações, fora que o podrinho tá tão na moda que a gente nem tem se preocupar em arrumar perfeitamente. Pra sair do lugar comum dá pra adicionar tranças, torcidos, fazer ele bem altão ou na lateral da cabeça.

bdhd1Fotos: reprodução / Edição: Cléo Santiago

Acessórios são ótimos porque dão vida ao penteado, fora que ajudam a esconder defeitinhos causados pela pressa, né? Bandanas, lenços e arquinhos são os meus preferidos.

bdhd3Fotos: reprodução / Edição: Cléo Santiago

Tem dia que as coisas não estão tão brabas assim e até rola um cabelo meio soltinho haha. Tranças e torcidinhos pra prender a franja são muito legais e o grampo pode aparecer a vontade! Tenho paixão platônica por tranças laterais – possivelmente porque meu cabelo não me permite usá-las -, acho super fofo e romântico, ótima pedida pra sair linda por aí!

O que vocês fazem quando o cabelo acorda uma tristeza e não dá pra arrumar? Quero saber!

Beijos, beijos

Dica: protegendo o calcanhar

Eu sei o que falei, não precisam me cobrar shameonme, mas o negócio tá corrido pelos lados de cá e o blog é um hobby, né!? Se eu me matar pra postar aqui com certeza as coisas não vão sair tão legais assim. Não prometo prazos, mas vai ao ar o mais rápido possível! rs

De qualquer forma, acho que o assunto do post de hoje é do tipo ‘utilidade pública’ e salva a minha vida desde o ano passado.

E não, isso não é propaganda da Nexcare, aliás, se souberem de um similar de outra marca, compartilhem!

Meu pézinho é tamanho 34 e meio, sabe? Geralmente, o 34 aperta um tiquinho e o 35 fica sambando e isso me atrapalha(va) bem na hora de comprar sapatos. Que andar toda apertada é horrível eu não preciso nem explicar, mas quando o sapato fica grande também não é nada agradável. Meu pé ficava escorregando, a parte de trás roçando no meu calcanhar e o bichinho vivia todo arrebentado. Eu colocava band-aid, mas a colinha é aquela coisa fraca que todo mundo conhece e é lógico que não aguentava um dia inteiro no meu pé e esparadrapo/micropore não ficam nem um pouco esteticamente agradáveis.esparadrapo-transpore-small

Até que um dia uma vendedora de sapatos (querida, não sei o seu nome, mas você tem toda a minha gratidão) me contou que ela usava o Transpore, uma fita prima do micropore, só que transparente e com um poder adesivo beem maior. Eu não conhecia, mas catei na farmácia e, gente, puro amor! Fica bem discretinho, quase invisível e ainda por cima dura o dia todinho (e se você não arrancar fica uns 2,3 dias fácil no seu pé). Essa foto foi tirada depois de um dia todo de andança no shopping, olha só:

Não reparem no enquadramento ou no pé torto. Fiz um pequeno contorcionismo pra bater a foto haha

Super recomendo pra quem tem o pézinho sensível ou ‘no meio do caminho’ que nem o meu :) Eu não sei se essa dica é óbvia ou não, mas como eu não conhecia até um ano atrás, achei que valia a pena contar pras desinformadas como eu :P

Beijos, beijos

Dica: trança espinha de peixe

Fotos: Reprodução / Edição: Cléo Santiago

Postei agora a pouco essa montagem no meu Facebook porque estou simplesmente apaixonada por cabelos coloridos e algumas meninas vieram me perguntar se eu sabia como fazer a tal trança espinha/escama de peixe. Saber, eu sei, mas só em cabelos alheios. Ela é bem fácil, mas meu cabelo é ralo, fino, picotado, bobo, chato e começa a desfazer no meio do processo, mesmo com todo fixador desse mundo. Como não era por isso que eu deixaria vocês sem resposta, aqui vão três vídeos que ensinam direitinho como fazê-la.

Essa lateral fica bem casual, né? Bom pro dia a dia!

Achei a trança da Julia Petit um pouco mais arrumadona por causa dessa textura que ela fez antes do penteado.

Confesso que, depois do fracasso com a lateral, nunca nem tentei a embutida porque ainda não tive cobaias. Pelo vídeo não me parece muito difícil!

Espero que eu tenha ajudado em alguma coisa! Quem fizer e quiser me mandar, sinta-se a vontade :)

Beijos

[DIY] Arrematando jeans sem firulas

Quando se corta uma peça em jeans a barra fica certinha na hora, mas com o tempo vai desfiando e, se você não parar esse processo de alguma forma, ela vai acabar beeeem detonada, com fios grandes de tecido pendurados, etc. As vezes nós queremos esse efeito bem podrinho e até forçamos pra que ele aconteça mais rápido, mas em algumas situações a finalização é essencial. Esse era o caso do meu shortinho azul, se eu o deixasse sem arremate ia acabar perdendo o efeito ondulado que me conquistou.

O post de hoje é mais um update do DIY do scalloped short que um tópico novo. Vocês lembram que eu disse que experimentaria base de unhas para finalizar tudo? Pois bem, usei e deu certo!

Ok, não foi exatamente uma base, mas um extra brilho da AH!

 

Eu sei que o ideal mesmo era costurar uma linha de segurança na barra inteirinha para não desfazer, mas quem disse que eu tenho essa habilidade? Já imaginou ficar fazendo semicírculos eternos na máquina de costura? Jesus! Quando eu comentei sobre isso, me recomendaram usar cola pra tecido transparente, porque a leitosa poderia deixar o short com manchinhas brancas. Procurei até no infinito e não achei a tal cola, então resolvi recorrer a dica que eu tinha visto em alguma canto na internet. Já deixou cair esmalte na sua roupa ou lençol? Conseguiu tirar? Exatamente!

 

Imaginei que o extra brilho marcaria a roupa, por isso virei o short do avesso e fui à luta. Contornei toda a barra com o pincel do próprio esmalte, um pouco acima da linha que já tinha desfiado. (Se for fazer em casa, não encharque o pincel, porque pode acabar passando para o ‘lado certo’ do short.) Gostei do resultado! Senti que segurou mesmo o tecido e o deixou ligeiramente durinho, o que foi bom pra evitar que algumas ondas fiquem virando pra fora. Recomendo!

Se alguma de vocês testarem, me digam o que aconteceu!

Beijos, tenham um ótimo final de semana :)