[DIY] Mochila jeans e a renda

Alguém acreditaria se eu dissesse que essa mochila tem uns 7 anos?IMG_20130517_125125Olha, eu não sei no mundo de vocês, mas no meu quase todo mundo teve uma mochila jeans na adolescência. Eram todas quase iguais, só mudavam a cor do couro (marrom ou preto) e a loja de surfwear em que foram compradas. Eu usei a minha durante um ano e larguei no armário porque ainda estava quase nova. Outro dia estava arrumando minhas bolsas e…IMG_20130422_220245Olha ela aí, tão novinha (e sem graça) quanto antes. Mas jeans e couro estão na moda, certo? Então ela tinha que ter potencial! Achei que renda e spikes combinariam perfeitamente :)

Mãos na massa!

Mãos na massa!

Como a renda é vazada, precisava cobrir a logo. Catei o pedaço de jeans mais próximo ao do tom da mochila (sempre guardo as pernas das calças que corto hehe), cortei do tamanho mais próximo possível e costurei.bolsa 2Eu sei que ainda ficou diferente, mas, sinceramente, você notou na primeira foto? Com a renda por cima acaba ficando bem discreta essa diferença!

Depois, fixei a renda na mochila com alfinetes, espetando bem próximo às bordas e tomando cuidado pra ela ficar esticadinha. Feito isso, cortei a renda mais ou menos no formato da frente da bolsa.bolsa 3

945795_484520061614491_1701696604_nAgora vem a parte mais chata: costurar a volta inteira da mochila (confesso que deu preguicinha). Meio entediante, mas zero mistério! Cortei as bordinhas que restaram – vide canto esquerdo da foto aí de cima – e fiz o acabamento dos cantinhos com cola pano. Não tem na foto dos materiais porque eu não ia fazer isso, mas renda tem uma coisa meio chata de puxar fio e a cola ‘segura’ o tecido no lugar. Achei válido!IMG_20130516_194235Só porque eu sou viciada – e vocês já devem ter reparado-, apliquei spikes douradinhos no couro. São daqueles bem tradicionais de 4 pinos atrás pra amassar. Se ficar difícil de colocar com a mão, fure antes com a ponta de uma tesoura :)IMG_20130517_124923

E uma mochila novinha e linda ficou pronta com menos de R$15 :)

Foto do Instagram | @cleosantiago

Foto do Instagram | @cleosantiago

E aí, gostaram?

Beijos e um ótimo fim de semana!

 

Anúncios

[DIY] Short dip dye

Essa semana fiz um dip dye e juro que dessa vez eu fiquei orgulhosa do meu desempenho, gente! Acho que porque esses shortinhos parecem ser bem mais difíceis de fazer do que realmente são. Ficamos babando horas a fio por eles na internet quando, na verdade, poderíamos estar colocando a mão na massa para ter um na gaveta. Foi exatamente assim que eu pensei quando catei um jeans aqui pra customizar, afinal, não custava nada, né? (Mentira, custou uns R$15,00, mas quem vai achar um short desses por menos?). Simbora?

O short escolhido foi esse jeans cinza da Aquamar de cintura alta:

Depois de escolher o shortinho que iria pro abate, comecei a ‘destruí-lo’:

Primeiro, marquei – baseada em outro short – aonde eu achava que iria cortar. É sempre bom cortar um pouco maior porque dá pra diminuir, mas aumentar é mais complicado! Depois disso, fui desfiando a barra do short com a ajuda de uma pinça, deixando esses fios brancos do jeans todos pra fora. Como eu queria um visual bem detonado, fiz rasgos na frente inteira e, pra fazer isso, testei milhões de jeitos. O melhor é fazer um corte horizontal do tamanho que você quiser e depois lixar com uma lixa de parede (das mais fininhas), assim o buraco não fica de um tamanho absurdo – tipo o anormal que eu fiz num dos lados dele, vocês verão. Lixe também algumas outras partes do short, como o cós, bolsos, etc.

Como ele era bem escuro, tive que descolorir. Testei usar o Tiracor da Guarany, mas não fez nem cosquinha no tecido, então mergulhei foi na água sanitária mesmo. Acho que deixei por uns 40 min, não sei ao certo, o melhor é ir olhando de tempo em tempo, quando ele estiver do jeito que você quer, é só tirar do balde e dar uma lavada em água corrente. Ah, a cor abre mais rápido se o balde estiver no sol.

Preparei o tingimento lilás – foi por causa dele que eu demorei séculos, só encontrei pra vender no Centro – e mergulhei a metade de cima nele. Não deixei o tempo que eles mandam, porque segurar durante meia hora o short no fogão não é legal, eu garanto. Mergulhava, deixava um tempinho e olhava. Quando a cor me agradou eu tirei do fogo e lavei o excesso, tomando cuidado pra não cair muito na parte que ainda estava ‘branca’.

Com o pigmento turquesa fiz exatamente a mesma coisa só que, quando gostei da cor, peguei uma escova de dente (velha, mas lavada, pelo amor de Deus) e dei uma escovadinha na transição das duas cores, pra ficar mais sombreado. Depois coloquei no Fixacor, tomando cuidado pra não deitar uma cor sobre a outra no balde. Vai que passa, né?

Hoje finalmente o shortinho estava seco – demorou uns dois dias – e eu fui pregar umas tachinhas. É a parte mais trabalhosa, viu? Pra colocar, é só espetar e fechar essas perninhas com um alicate, tesoura, ou qualquer coisa dura pra não machucar a mão. Como comprei essas redondinhas, deixar tudo alinhado é beeem chato, haja paciência! Tanto que, preciso ser sincera, estou postando o short inacabado aqui. As tachinhas continuarão até o final do bolso haha

O resultado final! Rolaram algumas manchinhas e tem um baita rasgadão aqui do lado direito, mas nada que afete a beleza dele, na minha opinião. Acho que essas imperfeições combinam com o estilo do short.

UPDATE: agora sim, ele prontinho e já desgastado pelo uso :)

shortdipdye

E então, gostaram? Quero ver vocês tentando, hein!

Beijos, beijos

[DIY] Short com spikes

Esse projeto tá rolando há um tempão aqui em casa e agora finalmente está pronto! o/ Sei que pra prender spikes e tachinhas ‘normais’ em shorts não tem mistério nenhum e vocês devem estar até estranhando o post, então deixa eu explicar.

Vi vários shortinhos na internet com spikes imponentes e nada me tirava da cabeça que eu queria um exatamente assim. Fui no Centro da cidade e só encontrei rebites (aqueles que amassam pra prender) bem pequenos e os que tinham buraquinhos pra costurar eram MUITO caros. Até que eu vi um lindo, maravilhoso, relativamente barato (100 unidades custaram uns R$30 e pouco), mas tinha um probleminha: era de pressão e precisava de máquina pra prender. Pensei, pensei e resolvi levar pra ver se o que eu imaginei daria certo. DEU :D Como eu sei que tem muita carioca com o mesmo problema que eu, vou explicar meu método haha

Primeiro eu marquei mais ou menos aonde eu queria colocar os spikes com um lápis, depois peguei uma tesoura com ponta e fiz furinhos pra eles ficarem bem acomodadinhos.

Usei ‘Araldite 90 minutos’ – uma cola que serve pra grudar basicamente tudo; ela vem em dois tubinhos e você tem que misturá-los em partes iguais – na parte de trás do spike, aonde ele fica em contato com o tecido. Basta colocar no buraquinho que a gente fez antes e dar uma apertada. A cola é molinha e não age instantaneamente, então é importante tomar cuidado pra manter o spike em contato com o jeans.

Exatamente pra conseguir deixar todos quietinhos enquanto a cola fazia efeito, eu colei metade num dia e a outra metade no dia seguinte. Depois de umas 2h de secagem da segunda parte, comecei a colar a bundinha dos spikes. Coloquei Araldite no pininho que fica aparecendo no avesso do tecido e no buraco dessa peça redondinha que vem para cada spike. Dei umas marteladinhas pra entrar um pouco e deixei secar.

Prontinho, trabalhos completos :) Não é exatamente o jeito mais fácil de enfeitar um short, mas, se você é uma louca fissurada como eu, vale a pena por esses spikes LINDOS!

E, meninas, eu sei que ando um pouco sumida, mas a vida anda corrida. Não briguem comigo!

Beijos

DIY emprestado + A semana no blog

Lembram do post sobre scalloped shorts? Fiquei de fazer um ‘do it yourself’ deles, mas passou o tempo e eu esqueci completamente disso. Até que há duas semanas eu olhei pra cara de uma calça jeans bem clarinha que estava encostada aqui em casa e resolvi criar o shortinho. Cortei, mas cismei que queria num tom de azul específico e fiquei esse tempo todo tentando encontrar a tinta da cor ideal. Não achei, então usei a metade da quantidade recomendada de um corante marinho e, quer saber? Até que eu gostei do resultado:

Mas, contudo, entretanto, todavia, como eu disse lá em cima, eu ESQUECI COMPLETAMENTE do DIY do blog – sorry meninas – e não tirei fotos. Por isso, resolvi pegar emprestadas da internet imagens de um processo igual ao que eu usei.

Foto: Reprodução / Edição: Cléo Santiago

Antes do primeiro passo eu tracei uma linha reta pra ‘apoiar’ o molde e não correr o risco de subir ou descer. Fiz o meu shortinho bem mais curto do que o da imagem, aliás. Ah, outra coisa legal de lembrar é que  tecido vai acabar desfiando com o tempo e a forma vai ficar prejudicada, então é legal dar um jeito de ‘segurar’ esse desgaste. Se você for prendada ou tiver uma avó (ou amiga) fofa que faça isso, passe uma costura simples em toda barra do short. Outra forma que eu vi na internet pra contornar a situação é passar bem na pontinha da peça cola de tecido ou base de unhas. Não sei se funciona, mas acho que vou testar e conto o resultado aqui no blog. (Ah, o processo de tingimento foi o mesmo daquele colete vermelho.)

Hoje eu também vim contar que me inscrevi num evento chamado Caixa de Ferramentas da Escola SESC que tem moda como tema dessa edição. Vou passar a semana inteirinha participando de workshops de moda sustentável com oficinas de customização e assistindo a palestras sobre o ramo e sustentabilidade. E não, não estou postando isso para pedir desculpas por não poder escrever no blog essa semana ou algo assim, mas pra dizer que virei compartilhar diariamente tudo de interessante que acontecer por lá. Espero que vocês gostem :)

Beijinhos