[DIY] Mochila jeans e a renda

Alguém acreditaria se eu dissesse que essa mochila tem uns 7 anos?IMG_20130517_125125Olha, eu não sei no mundo de vocês, mas no meu quase todo mundo teve uma mochila jeans na adolescência. Eram todas quase iguais, só mudavam a cor do couro (marrom ou preto) e a loja de surfwear em que foram compradas. Eu usei a minha durante um ano e larguei no armário porque ainda estava quase nova. Outro dia estava arrumando minhas bolsas e…IMG_20130422_220245Olha ela aí, tão novinha (e sem graça) quanto antes. Mas jeans e couro estão na moda, certo? Então ela tinha que ter potencial! Achei que renda e spikes combinariam perfeitamente :)

Mãos na massa!

Mãos na massa!

Como a renda é vazada, precisava cobrir a logo. Catei o pedaço de jeans mais próximo ao do tom da mochila (sempre guardo as pernas das calças que corto hehe), cortei do tamanho mais próximo possível e costurei.bolsa 2Eu sei que ainda ficou diferente, mas, sinceramente, você notou na primeira foto? Com a renda por cima acaba ficando bem discreta essa diferença!

Depois, fixei a renda na mochila com alfinetes, espetando bem próximo às bordas e tomando cuidado pra ela ficar esticadinha. Feito isso, cortei a renda mais ou menos no formato da frente da bolsa.bolsa 3

945795_484520061614491_1701696604_nAgora vem a parte mais chata: costurar a volta inteira da mochila (confesso que deu preguicinha). Meio entediante, mas zero mistério! Cortei as bordinhas que restaram – vide canto esquerdo da foto aí de cima – e fiz o acabamento dos cantinhos com cola pano. Não tem na foto dos materiais porque eu não ia fazer isso, mas renda tem uma coisa meio chata de puxar fio e a cola ‘segura’ o tecido no lugar. Achei válido!IMG_20130516_194235Só porque eu sou viciada – e vocês já devem ter reparado-, apliquei spikes douradinhos no couro. São daqueles bem tradicionais de 4 pinos atrás pra amassar. Se ficar difícil de colocar com a mão, fure antes com a ponta de uma tesoura :)IMG_20130517_124923

E uma mochila novinha e linda ficou pronta com menos de R$15 :)

Foto do Instagram | @cleosantiago

Foto do Instagram | @cleosantiago

E aí, gostaram?

Beijos e um ótimo fim de semana!

 

[DIY] Case fashion

Que as capinhas para celular viraram febre não é novidade pra ninguém, né? Você encontra de todos os modelos do universo, de todas as faixas de preço. Quem tem um tablet – menos para o iPad, óbvio – sabe que, infelizmente, o mercado das cases não é tão legal assim. Fiquei séculos procurando alguma coisa realmente bonita pra vestir o meu Samsung e, quando estava achando que o problema era meu, vi que diversas meninas reclamavam da mesma coisa. Desisti e apelei pra minha mania: customização. Já até mostrei o resultado lá na fanpage e, como as meninas gostaram, achei que valia mostrar o passo a passo :)

Comprei uma capa do tipo “carteira”, toda preta, no camelô; peguei as tachinhas que eu já tinha em casa e coloquei a criatividade pra trabalhar!

IMG_20130421_110251

Tristinha, sem vontade de viver

Planejando hehe

Planejando hehe | Foto do Instagram @cleosantiago

Decidi fazer um padrão, usando 3 rebites diferentes. O problema era como fazer ele ficar bonito (leia-se: o menos torto possível). É aí que entram as “ferramentas”:

Profissional(mente atrapalhada)

Profissional(mente atrapalhada)

IMG_20130421_114145

Com a fita crepe eu fiz uma moldura na case, limitando aonde ficariam as tachas. Tomei cuidado pra ficar bem retinho e de tamanho igual em todos os lados. Apliquei o primeiro e o último rebite da fileira, respeitando a linha da fita. Depois, marquei e coloquei o do meio. Os outros vieram em seguida, com a ajuda da régua – a apoiei nas extremidades e fixei tudo na mesma linha. Assim fiz com todas as tachinhas, de cima para baixo, só parando aonde fecha, por motivos óbvios.

Essa é uma ótima dica para fazer aplicações em objetos maiores: sempre determine as extremidades e o meio para depois preencher. Assim você assegura que o espaço vai ser todo usado de forma mais uniforme.

IMG_20130425_153214

Pra quem não sabe, a maioria das tachinhas vêm com esses espetinhos atrás, é só furar e amassar. Como o metal geralmente é durinho, um alicate é bem vindo pra ajudar no processo. E sim, elas provavelmente vão arranhar seu gadget, mesmo quando bem aplicadas. Por isso vou comprar um feltro (não sei se preto ou estampado – imagina uma onça aí, hein!?) e colar com cola pra tecido pra proteger meu tablet. Não esqueçam disso, é super importante, afinal a principal função da case não é enfeitar, né? haha

Foto do Instagram @cleosantiago

Foto do Instagram @cleosantiago

Amei o resultado! Reparem que eu tive cuidado de colocar na alça do fecho as tachinhas também, na mesma reta. Acho que esse tipo de detalhe faz toda a diferença, não?

Ficou bem a minha cara e, o melhor, gastei (bem)menos da metade do preço que uma capinha dessas seriam vendida :)

Curtiram? Se alguém fizer, manda uma foto, hein!

Beijos

[DIY culinário] Picolés caseiros

Já que estamos no verão a receitinha de hoje é bem leve, saudável e refrescante! Na realidade, é muito mais uma ideia do que uma receita. Porque, né, mais fácil impossível!

Yumii! Melancia | Instagram   @cleosantiago

Yumii! Melancia | Instagram @cleosantiago

O de manga também ficou muito bom! |  Instagram   @cleosantiago

O de manga também ficou muito bom! | Instagram @cleosantiago

 

Você vai precisar de:

. Formas para picolé – achei aqui perto de casa por R$3,99 cada

. Frutas da sua preferência

. Açúcar, adoçante ou mel

Como fazer?

. Escolha a fruta de sua preferência, corte em pedaços e bata bem no liquidificador com um pouco d’água (bem menos do que pra um suco). Se a fruta for aguada, como a melancia, pode bater ela sozinha mesmo. É importante que vire um concentrado, do contrário o picolé vai ficar com gosto de gelo!

. Prove e adoce como achar melhor. As vezes a fruta já vem tão docinha que isso não é nem preciso.

. Despeje o conteúdo na forma e coloque no congelador

Tomem cuidado pra não fazer caquinha (tipo a que eu fiz rs)

Tomem cuidado pra não fazer caquinha (tipo a que eu fiz rs)

Esse picolé é ótimo pra refrescar e matar a vontade de comer doce em horas indevidas #vaigordinha. Também é legal porque dá pra brincar com sabores, misturar laranja e acerola, abacaxi com hortelã, mix de frutas vermelhas, etc. Tudo ao seu gosto :)

Aliás, outra ideia bem bacana é despejar esse suco concentrado em forminhas de gelo para colocar em sucos ou coqueteis. Que tal?

20130114_204047Espero que vocês gostem :)

Beijos

[DIY] Inspirações

Anda um pouco complicado registrar passo a passo de um ‘faça você mesma’ aqui pro blog, mas como eu sei que vocês gostam resolvi postar algumas customizações minhas para servir de inspiração. Nada muito complicado, mas se restar alguma dúvida é só me perguntar nos comentários ;) Vamos lá?

  • SHORT DIP DYE20130105_183954Era uma calça comprida com esse azul clássico que ainda está na parte de cima. Molhei a metade, mergulhei na água sanitária, pendurei na corda e deixei a cor abrindo no sol. Desse jeito a água sanitária vai ‘descendo’ e eu consigo esse efeito mais sombreado do que muitos que estão sendo vendidos em lojas. Lavei, esperei secar e apliquei as tachinhas. Como já usei bastante ele tá bem detonadinho ♥
  • SHORT TACHINHAS E PÉROLAS20130105_184143Um azul bem clarinho, quase branco com a barra dobrada. Ele já era assim, mas eu achava sem gracinha. Então revezei pérolas e  tachinhas douradas na frente inteira, ficou bem romântico. Atrás também fiz um pequeno detalhe nos bolsos, mas esqueci de tirar foto #blogueiratapada
  • SAIA EM V20130105_193710Essa é a minha mais nova tela em branco. Lembram daquela moda de saias jeans até o pé de uns 10 anos atrás? Minha avó tinha uma dessas que estava encostada no armário e ela resolveu dar (também pudera, né?). Peguei pra mim e fiz esse corte em V, que está bem em alta, e ainda estou pensando no que eu faço com ela. Talvez dê uma leeeeve desgastadinha e pinte de alguma cor, veremos. Aceito sugestões, hein!
  • BLUSA COM CRUZ20121221_183431Fiz o molde num papelão, peguei um tecido de oncinha que estava dando bobeira aqui em casa e mandei bala! Depois é só costurar numa blusa ou casaco que você quiser. Aliás, essa da foto fica super esquisita esticada na cama, mas no corpo fica larguinha, com um caimento bem interessante.
  • TOP COM APLICAÇÕES20130105_183050O mais simples de hoje: pegue um sutian preto e aplique qualquer coisa. Virará um daqueles tops bem fashion que estão voando pela internet. Eu coloquei só tachinhas em dourado envelhecido, mas você pode colocar pedrarias, spikes, miçangas, etc. Fica ótimo em blusas transparentes ou regatinhas mais cavadas :)
  • PORTA PULSEIRAS20130105_184639Eu já tinha visto esse DIY há bastante tempo no The Beauty Department, mas passou batido. Como estou redecorando o cantinho do quarto onde ficam minhas bijous e maquiagens, quando a Ju postou lá no blog dela me animei toda! Pegue um tecido que combine com seu quarto (essa parte demorou a beça pra mim rs) e cubra um daqueles rolos de papelão que vem no papel toalha com ele. Daí é só colar ou dar uns pontinhos que seu porta pulseiras está pronto :) Estou esperando mais um rolo acabar aqui em casa pra fazer o que as pulseiras prateadas vão ficar hehe Dá também pra fazer um porta tiaras usando a mesma ‘técnica’, só que com o rolo de papel toalha novinho. Adorei!

Gostaram do post? Posso sempre fazer um apanhado de coisas que eu tenho feito se vocês quiserem, que tal?

Beijos :)

[DIY culinário] Cookie americano

Eu peguei essa receita com uma amiga porque tinha amado os cookies dela. Modéstia a parte, gostei ainda mais dos meus :P (acho que rola todo um lado sentimental de ‘eu que fiz’ hihi). A família toda comeu e acabou no mesmo dia! E o que custa compartilhar, né? Vale lembrar que cada mão vai fazer uma receita diferente porque cada um tem seu jeito, mas não é difícil acertar. Simbora?

Você vai precisar de:

– 125g de margarina sem sal em temperatura ambiente (a receita dizia manteiga, mas só achei com sal, então fui na margarina e deu certo)

– 1/2 de xícara de açúcar mascavo

– 3/4 de xícara de açúcar 

– 1 ovo

– 1 3/4 de xícara de farinha de trigo

– 1 colher de chá de fermento em pó

– 300g de chocolate meio amargo picado

– 1 colher de chá de essência de baunilha

– Acrescentar 1/4 de xícara de chocolate em pó caso queira fazer a massa de chocolate

– Papel manteiga

Peguem uma tigela grande, uma mega colher e chega mais:

– Misture a margarina, açúcar mascavo, açúcar, essência de baunilha (e o chocolate em pó, caso o seu cookie seja de chocolate)

– Bata o ovo num recipiente separado e vá misturando os poucos na massa

– Adicione a farinha também aos poucos. Misture bem.

– Misture o fermento até incorporá-lo.

– Finalmente, adicione o chocolate picado (você pode substituí-lo por castanhas, M&M’s, outro chocolate, etc. Só tome cuidado porque pode ficar doce demais)

– Forre uma bandeja com o papel manteiga, faça bolinhas e coloque elas bem separadas (o cookie espalha no forno). Olha como eu fiz:

Foto do Instagram | @cleosantiago

– Pré aqueça o forno e, depois, asse-os por 10 a 15 minutos, por volta dos 230°.

– Fique de olho! Cada forno tem uma potência diferente, então é bom checar. Tirei os meus quando o fundo começou a ficar douradinho. Em cima estava bem mole ainda, mas é assim mesmo. Desse jeito ele vai ficar bem macio!

Foto do Instagram | @cleosantiago

– Espere uns 10 minutos pra poder tirar da bandeja. Esse é o tempo necessário pro biscoito adquirir consistência e não desmontar!

Delícia pronta! Ficou melhor do que qualquer outro que eu tenha comido aqui no Brasil (desculpa, Starbucks e cia).

Se vocês testarem juram que me contam? Descobri essa semana que algumas fizeram os amanteigados, gostaram e não falaram nada, bobonas! haha

Beijos, beijos

[DIY] Short dip dye

Essa semana fiz um dip dye e juro que dessa vez eu fiquei orgulhosa do meu desempenho, gente! Acho que porque esses shortinhos parecem ser bem mais difíceis de fazer do que realmente são. Ficamos babando horas a fio por eles na internet quando, na verdade, poderíamos estar colocando a mão na massa para ter um na gaveta. Foi exatamente assim que eu pensei quando catei um jeans aqui pra customizar, afinal, não custava nada, né? (Mentira, custou uns R$15,00, mas quem vai achar um short desses por menos?). Simbora?

O short escolhido foi esse jeans cinza da Aquamar de cintura alta:

Depois de escolher o shortinho que iria pro abate, comecei a ‘destruí-lo’:

Primeiro, marquei – baseada em outro short – aonde eu achava que iria cortar. É sempre bom cortar um pouco maior porque dá pra diminuir, mas aumentar é mais complicado! Depois disso, fui desfiando a barra do short com a ajuda de uma pinça, deixando esses fios brancos do jeans todos pra fora. Como eu queria um visual bem detonado, fiz rasgos na frente inteira e, pra fazer isso, testei milhões de jeitos. O melhor é fazer um corte horizontal do tamanho que você quiser e depois lixar com uma lixa de parede (das mais fininhas), assim o buraco não fica de um tamanho absurdo – tipo o anormal que eu fiz num dos lados dele, vocês verão. Lixe também algumas outras partes do short, como o cós, bolsos, etc.

Como ele era bem escuro, tive que descolorir. Testei usar o Tiracor da Guarany, mas não fez nem cosquinha no tecido, então mergulhei foi na água sanitária mesmo. Acho que deixei por uns 40 min, não sei ao certo, o melhor é ir olhando de tempo em tempo, quando ele estiver do jeito que você quer, é só tirar do balde e dar uma lavada em água corrente. Ah, a cor abre mais rápido se o balde estiver no sol.

Preparei o tingimento lilás – foi por causa dele que eu demorei séculos, só encontrei pra vender no Centro – e mergulhei a metade de cima nele. Não deixei o tempo que eles mandam, porque segurar durante meia hora o short no fogão não é legal, eu garanto. Mergulhava, deixava um tempinho e olhava. Quando a cor me agradou eu tirei do fogo e lavei o excesso, tomando cuidado pra não cair muito na parte que ainda estava ‘branca’.

Com o pigmento turquesa fiz exatamente a mesma coisa só que, quando gostei da cor, peguei uma escova de dente (velha, mas lavada, pelo amor de Deus) e dei uma escovadinha na transição das duas cores, pra ficar mais sombreado. Depois coloquei no Fixacor, tomando cuidado pra não deitar uma cor sobre a outra no balde. Vai que passa, né?

Hoje finalmente o shortinho estava seco – demorou uns dois dias – e eu fui pregar umas tachinhas. É a parte mais trabalhosa, viu? Pra colocar, é só espetar e fechar essas perninhas com um alicate, tesoura, ou qualquer coisa dura pra não machucar a mão. Como comprei essas redondinhas, deixar tudo alinhado é beeem chato, haja paciência! Tanto que, preciso ser sincera, estou postando o short inacabado aqui. As tachinhas continuarão até o final do bolso haha

O resultado final! Rolaram algumas manchinhas e tem um baita rasgadão aqui do lado direito, mas nada que afete a beleza dele, na minha opinião. Acho que essas imperfeições combinam com o estilo do short.

UPDATE: agora sim, ele prontinho e já desgastado pelo uso :)

shortdipdye

E então, gostaram? Quero ver vocês tentando, hein!

Beijos, beijos

[DIY] Short com spikes

Esse projeto tá rolando há um tempão aqui em casa e agora finalmente está pronto! o/ Sei que pra prender spikes e tachinhas ‘normais’ em shorts não tem mistério nenhum e vocês devem estar até estranhando o post, então deixa eu explicar.

Vi vários shortinhos na internet com spikes imponentes e nada me tirava da cabeça que eu queria um exatamente assim. Fui no Centro da cidade e só encontrei rebites (aqueles que amassam pra prender) bem pequenos e os que tinham buraquinhos pra costurar eram MUITO caros. Até que eu vi um lindo, maravilhoso, relativamente barato (100 unidades custaram uns R$30 e pouco), mas tinha um probleminha: era de pressão e precisava de máquina pra prender. Pensei, pensei e resolvi levar pra ver se o que eu imaginei daria certo. DEU :D Como eu sei que tem muita carioca com o mesmo problema que eu, vou explicar meu método haha

Primeiro eu marquei mais ou menos aonde eu queria colocar os spikes com um lápis, depois peguei uma tesoura com ponta e fiz furinhos pra eles ficarem bem acomodadinhos.

Usei ‘Araldite 90 minutos’ – uma cola que serve pra grudar basicamente tudo; ela vem em dois tubinhos e você tem que misturá-los em partes iguais – na parte de trás do spike, aonde ele fica em contato com o tecido. Basta colocar no buraquinho que a gente fez antes e dar uma apertada. A cola é molinha e não age instantaneamente, então é importante tomar cuidado pra manter o spike em contato com o jeans.

Exatamente pra conseguir deixar todos quietinhos enquanto a cola fazia efeito, eu colei metade num dia e a outra metade no dia seguinte. Depois de umas 2h de secagem da segunda parte, comecei a colar a bundinha dos spikes. Coloquei Araldite no pininho que fica aparecendo no avesso do tecido e no buraco dessa peça redondinha que vem para cada spike. Dei umas marteladinhas pra entrar um pouco e deixei secar.

Prontinho, trabalhos completos :) Não é exatamente o jeito mais fácil de enfeitar um short, mas, se você é uma louca fissurada como eu, vale a pena por esses spikes LINDOS!

E, meninas, eu sei que ando um pouco sumida, mas a vida anda corrida. Não briguem comigo!

Beijos

[DIY] Maxi tricô de poás

Olá, meninas, tudo bem? Confesso que eu não sei nem se posso chamar o post de hoje de DIY porque acho que essa tag deve ser usada pra coisas fáceis. E não é que seja difícil, mas esse exigiu MUITA paciência de mim. Fica como inspiração :)

O maxi tricô tinha sido da minha avó, mas ele já estava ficando feinho. O branco meio amarelado, alguns fios soltando e eu quase não usava mais. Resolvi, então, pegar umas bolinhas ouro-velho que tinham aqui em casa e enlouquecer bordando ele todo, fazendo um padrão de polka dots mesmo.

A primeira foto é das costas do casaco, pra vocês verem como ele era.

Fui bordando tudo me guiando pelas linhas do tricô pra ficar, pelo menos aparentemente, simétrico. Como nas mangas isso foi muito mais difícil, marquei primeiro com canetinha onde as bolas ficariam pra, só depois disso, aplicá-las.

Não ficou aquela coisa profissa, mas eu achei bem lindo! Estou até torcendo pelo frio agora haha

Separei algumas fotos de peças com aplicações, que podem ser pedrarias, paetês, etc – postei de pérolas pra puxar saco do meu casaquinho haha. O céu é o limite, só basta criatividade, paciência e tempo.

Fotos: Reprodução / Edição: Cléo Santiago

Fotos: Reprodução / Edição: Cléo Santiago

Ah, separei também um vídeo que explica bem como se faz a aplicação, pra quem não sabe. A gente dá uma adaptada de peça pra peça, mas é basicamente isso:

E aí, vamos renovar o armário?

Beijos

[DIY culinário] Biscoitos amanteigados

Só queria deixar claro que não estou chamando ‘receita’ de ‘DIY’ porque sou besta não, mas porque eu tinha que adequar minimamente ao blog, sem ter que criar outra categoria, etc, etc, etc. Quem acompanha a página viu a foto dos biscoitinhos ontem e ficou com água na boca, né? Só pra vocês sofrerem mais um pouquinho:

Juro que é super fácil e, provavelmente, você vai ter todos os ingredientes em casa. Já pegou o caderninho? Abriu o bloco de notas do celular ou computador? Então vamos lá!

Você vai precisar de:

– 400g (3 1/2 xícaras) de farinha de trigo

– 125g ( um pouquinho menos que uma xícara) de açúcar

– 300g(3 tabletes) de margarina sem sal, daquelas de culinária, sabe?

Agora, gatinha, é hora de tirar anéis, pulseiras e desapegar do esmalte:

– Amasse muito bem todos os ingredientes até formar uma massa homogênea;

– Dê forma. Acho mais fácil simplesmente pegar uma quantidade que você ache legal pra um biscoitinho e amassar ou fazer bolinha. Eu usei um cortador redondo porque queria um padrão, mas logo aviso que a massa é molinha, o que complica tudo!

– Coloque em fogo baixo até que o fundo fique douradinho, aqui em casa durou uns 15 min. Faz assim, escolhe um biscoito pra cristo e, a partir de 10min de forno, fique de olho nele. Com um garfo, veja se ele já está soltando da travessa, se já estiver, espete ele. Ele só não pode estar mole demais, mas vai sair do forno branquinho em cima e dourado embaixo (vide foto). Se você deixar ele dourar completamente, vai ficar duro!

Essa é a receita da massa amanteigada, a partir daí, você pode incrementar do jeito que quiser! No primeiro teste, coloquei um pedaço de goiabada no forno junto com os biscoitos e ficou cozida demais, acho que seria melhor pôr no meio do tempo. Dessa vez, fiz uma caixa de casadinhos pro meu namorado com os docinhos que ele mais gosta: beijinho, brigadeiros branco e preto. Cozinhei bem os doces pra ficarem durinhos, assei os biscoitos, depois de tudo frio eu fiz um belo sanduíche. Ficou uma delícia, todo mundo que comeu aprovou! Com doce de leite também deve ser maravilhoso, né?

Enfim, acho que é uma massa bem curinga que  vai bem com qualquer complemento doce. Só recomendo colocar mais açúcar e um pouco de essência de baunilha, caso você queira o biscoito sozinho ou pode ficar um pouco sem graça.

Hmmmmmm :9

Espero que vocês gostem, meninas. Recomendo demais essa minha segunda tentativa, hein. Façam e me digam o que acharam ;)

Beijos

 

 

 

 

 

[DIY] Arrematando jeans sem firulas

Quando se corta uma peça em jeans a barra fica certinha na hora, mas com o tempo vai desfiando e, se você não parar esse processo de alguma forma, ela vai acabar beeeem detonada, com fios grandes de tecido pendurados, etc. As vezes nós queremos esse efeito bem podrinho e até forçamos pra que ele aconteça mais rápido, mas em algumas situações a finalização é essencial. Esse era o caso do meu shortinho azul, se eu o deixasse sem arremate ia acabar perdendo o efeito ondulado que me conquistou.

O post de hoje é mais um update do DIY do scalloped short que um tópico novo. Vocês lembram que eu disse que experimentaria base de unhas para finalizar tudo? Pois bem, usei e deu certo!

Ok, não foi exatamente uma base, mas um extra brilho da AH!

 

Eu sei que o ideal mesmo era costurar uma linha de segurança na barra inteirinha para não desfazer, mas quem disse que eu tenho essa habilidade? Já imaginou ficar fazendo semicírculos eternos na máquina de costura? Jesus! Quando eu comentei sobre isso, me recomendaram usar cola pra tecido transparente, porque a leitosa poderia deixar o short com manchinhas brancas. Procurei até no infinito e não achei a tal cola, então resolvi recorrer a dica que eu tinha visto em alguma canto na internet. Já deixou cair esmalte na sua roupa ou lençol? Conseguiu tirar? Exatamente!

 

Imaginei que o extra brilho marcaria a roupa, por isso virei o short do avesso e fui à luta. Contornei toda a barra com o pincel do próprio esmalte, um pouco acima da linha que já tinha desfiado. (Se for fazer em casa, não encharque o pincel, porque pode acabar passando para o ‘lado certo’ do short.) Gostei do resultado! Senti que segurou mesmo o tecido e o deixou ligeiramente durinho, o que foi bom pra evitar que algumas ondas fiquem virando pra fora. Recomendo!

Se alguma de vocês testarem, me digam o que aconteceu!

Beijos, tenham um ótimo final de semana :)